Justiça marca novas datas de audiência do caso ‘Gegê e Paca’ e pede apreensão de passaporte de réu

O interrogatório dos réus começaria nesta quarta-feira (2), mas o piloto Felipe Ramos alegou problemas mentais

gege e paca faccao mortes
Legenda: Investigação apontou que Gegê e Paca foram assassinados porque estariam lavando dinheiro da facção no Ceará

Os interrogatórios dos réus pelas mortes dos líderes de uma facção criminosa, Rogério Jeremias de Simone, o 'Gegê do Mangue', e Fabiano Alves de Sousa, o 'Paca,' foram adiados. Nesta quarta-feira (2), a Justiça do Ceará designou novas datas para as audiências de instrução, tendo em vista que o piloto Felipe Ramos Morais, primeiro acusado que seria ouvido apresentou atestado com diagnóstico de "ansiedade" e "stress pós-traumático" e teve seu interrogatório adiado.

Agora, as audiências de Gilberto Aparecido dos Santos, André Luís da Costa Lopes e Carlenilto Pereira Maltas estão previstas para acontecerem nos dias 30 e 31 de agosto de 2021 e 1 e 2 de setembro de 2021, a partir das 9h. Os acusados devem ser ouvidos por meio de videoconferências.

Ao todo, 10 réus foram denunciados pelo Ministério Público do Ceará (MPCE) por participação nos assassinatos de 'Gegê' e Paca'. O duplo assassinato aconteceu em fevereiro de 2018, em Aquiraz, Região Metropolitana de Fortaleza (RMF).

“A teleaudiência efetivar-se-á simultaneamente entre as Unidades Federais de Catanduvas-PR, Brasília-DF e a Unidade Estadual de Itaitinga-CE CPPL III”, destacou o colegiado de magistrados da Vara Única da Comarca de Aquiraz.

Ressalta-se que por se tratar de feito que envolve organização criminosa, com atuação em âmbito nacional e internacional, o ato audiencial não tem previsão de horário para o término, podendo se estender durante todo o dia”
Juízes da Vara Criminal de Aquiraz

Passaporte retido

Ainda nesta quarta-feira (2), a Justiça do Ceará oficiou a Polícia Federal para reter o passaporte do piloto Felipe Ramos Morais. Os magistrados ponderaram que  o réu está impedido de se ausentar de sua residência sem autorização judicial, quiçá poderá sair do país.

“Em razão da determinação contida na decisão que concedeu o HC ao réu Felipe Ramos Morais a qual aduz que este Juízo de primeiro grau poderá impor outras medidas cautelares, e que as  pelo de perfeita compatibilidade com as medidas cautelares já fixadas anteriormente, entendemos necessária a imposição das
inclusão no registro de restrição no sistema de sair do País e retenção dos passaportes”, diz um trecho da decisão.

O piloto foi foi preso em um condomínio de luxo no Município de Caldas Novas, em Goiás, em 14 de maio de 2018,  três meses após os assassinatos de 'Gegê do Mangue' e 'Paca', em uma reserva indígena em Aquiraz. No dia 12 de abril de 2021, ele foi posto em liberdade por determinação do Tribunal de Justiça do Ceará (TJCE). 

Quero receber conteúdos exclusivos sobre segurança