Grupo que aplicava golpes de dentro do presídio é desarticulado no Ceará

Quadrilha utilizava um serviço de vendas online para enganar compradores. Três pessoas de dentro do presídio foram identificados

Cinco pessoas foram presas nesta terça-feira (19) por integrarem uma quadrilha que aplicava golpes através de um serviço de vendas por classificados online. O delegado do 19º Distrito Policial, Sílvio Moreira, disse que os líderes do grupo criminoso atuavam de dentro de um presídio cearense.

“Foi identificado que três infratores de dentro do presídio planejaram e executaram, através de familiares, esse crime", disse. O golpe consistia "na venda por aplicativos onde era anunciado, por exemplo, videogames, cadeiras de rodas e televisores”, conforme o delegado.

De acordo com a polícia, as vítimas eram contactadas e os criminosos enviavam um falso comprovante bancário para mostrar a falsa transferência. Caso a negociação não fosse realizada,  os criminosos passavam a extorquir e ameaçar afirmando que faziam parte de uma facção criminosa. As cinco pessoas presas vão responder por extorsão, receptação e associação criminosa.

O delegado Moreira afirmou que, por meio da identificação da placa de um automóvel cujo motorista fazia parte da quadrilha, os policiais chegaram ao restante do grupo. O condutor do carro, segundo Moreira, era responsável por buscar os objetos adquiridos por meio do golpe.

“Conseguimos identificar o veículo que era usado por um suspeito. Ele atua no esquema que na polícia chamamos de ‘correria’ que é a pessoa que ia buscar os produtos, videogames, dentre outros. Por meio dele as pessoas acreditavam que o pagamento já tinha sido feito”.

 

 

Você tem interesse em receber mais conteúdo de segurança?