Ibama recebe autorização do Ministério da Economia para contratar 1.659 profissionais

As vagas para brigadistas e gerentes serão preenchidas já a partir deste mês

incêndio em vegetação do Ceará
Legenda: Selecionados atuarão no atendimento de emergências ambientais
Foto: Honório Barbosa

O Ministério da Economia autorizou, nesta terça-feira (4), a contratação temporária de 1.659 profissionais para o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama). 

Os  selecionados poderão ser contratados a partir de maio de 2021 para o atendimento de emergências ambientais. Já o prazo de validade dos contratos será de até seis meses. 

Vagas

  • Brigada normal

Brigadista - 912

Chefe de Esquadrão - 160

Chefe de Brigada - 71

  • Brigada especializada

Brigadista - 393

Chefe de Esquadrão - 53

Chefe de Brigada - 25

  • Gerência

Estadual - 40

Federal - 5

A abertura das vagas foi publicada no Diário Oficial da União (DOU) em portaria conjunta assinada pelo secretário especial de Desburocratização, Gestão e Governo Digital do Ministério da Economia, Caio Mário Paes de Andrade, e pelo ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles.

Contudo, o documento não trouxe detalhes sobre a seleção para o preenchimento das vagas. A expectativa é que o edital seja divulgado em breve. 

No último edital temporário, os candidatos aprovados para as funções de gerente/supervisor tiveram ganhos mensais de R$ 4.180. O chefe de brigada teve vencimento de R$ 2.090. 

Já os salários para brigadista de prevenção foram de R$1.045, enquanto o chefe de esquadrão recebeu proventos iniciais de R$ 1.567,50.


 

Quero receber conteúdos exclusivos do Papo Carreira