Camilo Santana sanciona lei que estabelece 20% das vagas de concursos públicos no Ceará para negros

Sanção ocorreu na data em que se comemora a abolição da escravatura no Estado

Camilo, Izolda Cela e Zelma Madeira
Legenda: Próximos concursos realizado pelo Estado já terão a regra
Foto: Reprodução

O governador Camilo Santana sancionou, nesta quinta-feira (25), lei que estabelece 20% das vagas de concursos públicos no Ceará para negros e negras. Momento acontece neste feriado de Data Magna, que marca a abolição da escravidão no Estado. 

A política afirmativa já será publicada no Diário Oficial do Estado (DOE) ainda nesta quinta e valerá para os próximos concursos realizados pelo Governo do Estado. O anúncio foi feito ao lado da vice-governadora Izola Cela e da secretária da Assessoria Especial de Acolhimento aos Movimentos Sociais, Zelma Madeira.

"O estado brasileiro tem uma dívida muito grande com os negros e todas as políticas afirmativas que pudermos fazer para apoiar são importantes. É o reconhecimento histórico de luta e resistência. Acabamos com a escravidão, mas ainda existe muito racismo", pontua o governador.

Próximos concursos no Ceará

Camilo confirmou a realização de concursos da Polícia Militar, da Secretaria da Fazenda do Ceará (Sefaz-CE) e Superintendência Estadual de Meio Ambiente (Semace). Não foram divulgadas datas, mas a medida de cotas integrará todos estes processos. O concurso da Sefaz, inclusive, deve ter edital publicado em 15 de abril.

Racismo no mercado de trabalho

A secretária Zelma Madeira pontuou a importância desta lei, que busca ajudar a sanar os percalços vividos pela população negra especialmente no mercado de trabalho e também na educação.

"O movimento negro vem de um passado criminoso, que foi a escravidão. A abolição, quando ocorreu, não se deu de forma total, no sentido de reparação. Nós tivemos uma abolição inacabada", comenta Madeira.

Veja o vídeo do anúncio

 

Quero receber conteúdos exclusivos do Papo Carreira