Com 674 novas mortes, Brasil se consolida como 2º país com mais óbitos em 24 horas

País acumula 16.792 vítimas e 254.220 casos da Covid-19

Legenda: Em Manaus, capital do Amazonas, cemitério público recebe cada vez mais enterros de vítimas da Covid-19
Foto: Foto: AFP

A penúltima semana de maio começa com o Brasil consolidando seu segundo lugar no ranking mundial de óbitos pela Covid-19 em 24 horas, atrás apenas dos EUA. O Ministério da Saúde divulgou, na noite desta segunda-feira, que o País registrou 674 novas mortes em único dia, acumulando, desde o início da pandemia, um total de 16.792 vítimas. Nos EUA, o saldo diário desta segunda-feira foi de 786 óbitos. Desde a semana passada, o Brasil figura na segunda posição nesse levantamento.

Já o número de casos confirmados no Brasil totaliza agora 254.220, um aumento de 13.140 contágios em relação ao dado de domingo. Os números tendem a aumentar. De acordo com o Ministério, 136.969 pacientes estão em acompanhamento (53,9% do total) e 100.459 estão recuperados (39,5%).

São Paulo segue como o estado com maior número de contaminações e óbitos. Em apenas um mês, o número de mortes pelo novo coronavírus no estado de São Paulo cresceu 4,9 vezes, saltando de 991 óbitos no dia 18 de abril para 4.823 hoje (18). O número de casos cresceu quase na mesma proporção, sendo 4,5 vezes superior hoje ao que era registrado há um mês. No dia 18 de abril haviam 13.894 casos confirmados de coronavírus. Hoje, o estado já registra 63.066 casos confirmados da doença.

Segundo a Secretaria Estadual da Saúde, há 3.900 pacientes internados em unidades de terapia intensiva (UTI) em casos suspeitos ou confirmados do novo coronavírus. A taxa de ocupação dos leitos de UTI reservados para atendimento da Covid-19   é de 69,8% em todo o estado e de 89,3% na Grande São Paulo.


Categorias Relacionadas