Assim se fez um invicto bicampeão

Legenda: Cleber comemora gol marcado na final
Foto: Foto: Felipe Santos/ cearasc.com

Todos os motivos tem a torcida alvinegra para festejar. A paralisação da pandemia gerou inquietações gerais. Mas, na hora da definição, o Ceará foi mais Ceará. Saiu da incerteza para um título memorável. Contornou dificuldade e superou adversários de elevada qualificação. Ao ganhar do CRB, a esperança; ao ganhar do Vitória, a confiança; ao ganhar do Fortaleza, a bonança; ao ganhar duas vezes do Bahia, a glória, o espetáculo, a apoteose. Passou altaneiro por times de expressão, tornando-se senhor absoluto do Nordeste.

>Veja toda repercussão do título do Ceará

A magia do treinador Guto que tornou Fernando Sobral símbolo da eficiência e pertinácia. E fez do jovem Clebão a revelação relâmpago dessa conquista. Clebão do gol do título. Quanto ao jogo, mais uma vez a perfeita postura do Ceará. Administrou a vantagem, sem retranca, sabendo se impor. Ora marcava em cima. Ora recuava. Construção da vitória com paciência e inteligência. Quando o Bahia se dispôs a atacar todo e abrir a guarda, Bruno Pacheco subiu na hora certa. E cruzou na hora certa. E na hora certa Clebão teve o encontro fiel com a bola que ele tanta esperava: gol. E assim se fez um legítimo, invicto, bicampeão do Nordeste.

Terceiro ano

Pela primeira vez, um time cearense permanece três anos consecutivos na Série A. O Ceará participou em 2018, 2019 e agora 2020. O Ceará havia participado da Série A em 2010 e 2011. Caiu em 2011. O Fortaleza disputou 2003 e caiu em 2003. Disputou 2005 e 2006. Caiu em 2006. Ninguém tinha conseguido emplacar três anos seguidos. Agora o Ceará emplacou.

Pontos corridos

No tópico acima, sobre a participação dos clubes cearenses na Série A nacional, refiro-me apenas ao Campeonato Brasileiro Série A de pontos corridos, modelo adotado em 2003 e seguindo até agora. Antes houve participações cearenses de forma diversa. No critério antigo o Ferroviário também participou.

Saudade

Hoje, um ano de saudade do querido amigo e colaborador Airton Fontenele, o maior pesquisador da Seleção Brasileira. Ele deixou valioso acervo, agora administrado por sua filha Beth. Guardo dele grandes recordações. Missa da Esperança, hoje, às 18:30. Você poderá acompanhar a celebração pelo Youtube ou Face da Paróquia da Paz - Fortaleza.

O Ferroviário começará a sua participação no Campeonato Brasileiro, Série C, no próximo domingo, às 20 horas, no Castelão. Enfrentará o Botafogo de João Pessoa. Na atual temporada, houve mudança significativa. A melhor delas: o fim do mata-mata.

Pelo novo regulamento, sempre as vagas serão disputadas em grupos. Condições mais favoráveis aos times de melhor qualidade. Na época do mata-mata havia muita injustiça. Basta lembrar as dificuldades enfrentadas pelo Fortaleza. Agora o critério é mais justo.

Leia mais