Ceará: é preciso se render ao trabalho de Guto Ferreira na Copa do Nordeste

Com mentalidade campeã, técnico conseguiu dar consistência ao elenco alvinegro e torná-lo soberano frente aos rivais

Legenda: Guto Ferreira tem aproveitamento de 87,5% sob o comando do Ceará
Foto: divulgação

O título do Ceará na Copa do Nordeste de 2020 é incontestável, e um personagem determinante no processo atende por Guto Ferreira. O técnico conheceu o elenco, conseguiu dar identidade ao coletivo e foi soberano contra os principais adversários - Bahia e Fortaleza. Na verdade, os impediu de atuar, dominou taticamente através de estudo e trouxe um Vovô que impõe respeito com bom futebol.

A bagagem do comandante fala por si, chega repleta de taças. Mas a experiência é coberta de humildade. "O título é do Argel, que iniciou, do Enderson, que deu consistência, e depois a gente veio com o nosso trabalho. É preciso dividir com todos", lembrou logo após a conquista do bicampeonato.

No todo, o time de Guto apresentou aplicação tática no 4-2-3-1, defesa muito sólida e inteligência ao atacar. O mérito reside na compreensão das limitações, coragem para mudar no momento decisivo (entradas de Cléber, Fabinho e Sobral), além da cultura campeã: o Ceará vibrou, transpirou e se mostrou ávido pela conquista.

Números do Ceará com Guto Ferreira

  • Jogos: 8
  • Vitórias: 7
  • Derrota: 1
  • Gols feitos: 15  
  • Gols sofridos: 4
  • Aproveitamento: 87,5%

É fato, tudo está no início, mas as impressões são as melhores possíveis. Guto é o encaixe necessário para o projeto iniciado no fim de 2019, com a ampliação do investimento no futebol, modernização da diretoria e ambição de retomar o crescimento no cenário nacional. 

O resgate do 'DNA Alvinegro' carecia de resultados, de hegemonia regional, de ter um time atacando, mesmo com placar favorável. O Nordestão tem, sim, carga de recomeço em Porangabuçu. A Série A do Brasileiro será difícil para o Ceará, só que o time não pode mais ser subestimado: Guto Ferreira passou o recado.

De resto, vale lembrar que agregado da conquista há também:

  • Acréscimo de R$ 3,875 milhões nos cofres*
  • Vaga nas oitavas da Copa do Brasil em 2021  
  • 1.000 pontos no ranking da CBF

*Segundo o blog do jornalista Cassio Zirpoli, o valor é o maior apurado em cotas na história do torneio.

Leia mais