Ceará e Fortaleza: o péssimo jogo do Alvinegro em Itaquera e o empate amargo do Tricolor

O fim de semana que poderia ser de 3 pontos para cada um, termina com a perda de invencibilidade do Vovô e um empate com sabor de "quero mais" para o Leão

Imagens dos jogos Corinthians x Ceará e Fortaleza x Santos
Legenda: Imagens dos jogos Corinthians x Ceará e Fortaleza x Santos
Foto: Felipe Santos (CSC) / Fabiane de Paula (SVM)

Na minha última coluna eu projetava um fim de semana de otimismo para nossas duas equipes na Série A, mas acabou que o desfecho não foi dos melhores.

Em Itaquera, o Ceará fez um jogo terrível defensivamente. Justamente no quesito que é o ponto forte do time de Guto Ferreira

E quando seu ponto forte não funciona, você precisa que haja alguma surpresa positiva de onde não se espera muito. No caso do alvinegro, o ataque.

E, infelizmente, não foi dessa vez que vimos um Ceará criativo do meio para frente. Mesmo perdendo por 2x0 ainda no primeiro tempo, Guto não abriu mão de manter suas "linhas baixas", com todos marcando atrás da linha da bola.

O Corinthians esteve muito à vontade e mereceu os 3 pontos. O que chama a atenção é a forma com que tudo pareceu "fácil" para o Timão que, pela primeira vez em 16 jogos, marcou 3 gols em uma mesma partida. 

Fim da invencibilidade e uma necessidade de "acordar" ofensivamente, enquanto a situação de tabela ainda é bem interessante.

Não deveria esperar que o sinal de alerta fique vermelho, para detectar claras fragilidades na forma com que o time vem atuando. 

O Fortaleza recebeu um Santos com possibilidade de ter alguns jogadores preservados, mas não foi o que ocorreu. Com exceção de Marinho que não tinha condições de jogo, o Peixe veio com o que tinha de melhor.

Mas isso não impediu que o time de Vojvoda imprimisse seu estilo de jogo e fosse para cima do adversário.

Com gol de Crispim logo cedo, parecia ser uma noite de mais 3 pontos para o Leão. O problema foi que mal deu tempo terminar de comemorar o gol, o time da Vila já empatou com Carlos Sánchez em falha de Marcelo Boeck

Com o primeiro tempo terminando em 1x1, o Tricolor voltou para a segunda etapa querendo resolver a "parada" e sufocou o time de Fernando Diniz.

Pressionou, teve gols anulados, bola na trave, pênalti desperdiçado no último lance... Aí ficava complicado de vencer.

Pecou pela falta de qualidade na finalização das jogadas e acabou lamentando o empate diante do Santos. O alento é o ótimo desempenho que a equipe vem tendo jogo a jogo.