Ceará dá resposta com domínio contra La Guaira; Dorival deve rodar elenco para evitar baixas

O Vovô venceu o time venezuelano por 3 a 0, nesta terça (3), pela Sul-Americana

Erick e Mendoza comemoram gols pelo Ceará
Legenda: Erick e Mendoza brilharam em vitória do Ceará contra La Guaira, da Venezuela
Foto: Kid Júnior / SVM

Uma vitória consistente, sem sustos e fundamental para os planos na Copa Sul-Americana. Assim foi o triunfo do Ceará por 3 a 0 contra o La Guaira-VEN, nesta terça-feira (3), na Arena Castelão. O elenco deu a resposta prometida ao torcedor pela gestão, e a festa foi convertida às arquibancadas.

O adversário era inferior, mas o time alvinegro mostrou a superioridade necessária. No 1º tempo, com um time misto, não conseguiu furar a defesa adversária, apesar das inúmeras chances. Na volta do intervalo, as entradas de Erick e Vina foram fundamentais para promover mais qualidade ofensiva.

Números de Ceará x La Guaira (SofaScore)

  • Posse de bola: 65% x 35%
  • Finalizações: 24 x 12
  • Escanteios: 12 x 2
  • Faltas: 10 x 9
  • Passes: 501 x 279

Por isso, o saldo é muito positivo. Erick, inclusive, teve nova grande atuação, dessa vez concedendo a primeira assistência, em cruzamento para Mendoza. No fim, fechou o placar em tabela com Vina, que também marcou um, ao infiltrar na área e finalizar firme: a força do ataque teve um impacto.

De novidade, a entrada de Lima no meio-campo alvinegro. Com a formação tática 4-3-3, Dorival deixou o atleta no meio-campo, com liberdade para avançar, o que acrescentou na criação. Os extremos seguiram com velocidade, enquanto Vina se mostrou essencial novamente, a mecânica funcionou.

Rodízio do elenco

O técnico Dorival Júnior escalou o Ceará com Cléber, Wescley e Kelvyn entre os titulares. A presença desses atletas e das demais peças do elenco será ainda mais necessária com o avanço da temporada, principalmente pelo alto número de baixas no departamento médico. E o jogo com o La Guaira-VEN também traz esse panorama: o zagueiro Messias e o volante Richard foram substituídos com problemas musculares.

Por isso, o rodízio deve se mais praticado em Porangabuçu. Equilibrar a intensidade, manter o padrão e demonstrar confiança no plantel presente. Essa precisa ser a receita, com a busca de soluções internas para os compromissos importantes da Série A, da Copa do Brasil e da própria Sul-Americana.

O quadro clínico da dupla, e dos demais jogadores no DM, deve ser divulgado antes do confronto com o Athletico-PR, sábado (7), às 20h30, na Arena da Baixada, pelo Brasileirão. De fato, é o momento para o elenco mostrar força, com os atletas se apresentando em campo diante do novo comandante.