Hoje é dia de tirar reisado no Cariri

Ô, de casa! Ô, de fora! Ô, de casa! Ô, de fora! Maria, vai ver quem é.

dia de reis
Legenda: O Dia de Reis é comemorado em 6 de janeiro. Segundo a tradição cristã, nesse dia os reis magos do Oriente, guiados pela estrela, visitaram o Menino Deus e lhe deram presentes
Foto: Foto: Arquivo Diário do Nordeste

Você já ouviu a expressão tirar reisado? Quem é do Cariri já deve ter escutado. Quem não é, se me permite a ousadia, eu gostaria de explicar porque tem tudo a ver com o dia de hoje.

Tirar reisado, no sentido moderno da expressão, é quando você resolve ocupar o dia visitando familiares, amigos ou mesmo pessoas ou locais desconhecidos, desde que seja para fazer algo longe de casa. Sabe aquele domingo em que a gente almoça na casa dos pais, toma café da tarde na casa de um amigo e ainda vai jantar com outro? Pois é, esse cidadão saiu tirando reisado.

É algo até que se deve evitar nesse momento de pandemia, quando o correto é respeitar ao máximo o distanciamento social para evitar a contaminação. Mas a origem da expressão está na manifestação cultural que foi criada para celebrar a data de hoje.

O Dia de Reis é comemorado em 6 de janeiro. Segundo a tradição cristã, nesse dia os reis magos do Oriente, guiados pela estrela, visitaram o Menino Deus e lhe deram presentes: ouro, incenso e mirra. A Folia de Reis faz uma representação dessa cena milenar.

De origem ibérica, a Festa de Reis veio para o Brasil, foi enriquecida e ganhou vários nomes a depender da região em que é manifestada. No Cariri, então, ela se tornou uma das manifestações mais coloridas e divertidas, levando a alcunha de reisado.

Entre os personagens do reisado no Cariri, estão o rei, o mestre, o boi, o jaraguá e o casal de palhaços, a Catirina e o Mateu, escritos aqui na forma com que se pronunciam. Vestindo indumentárias coloridas e algumas até espelhadas, o grupo de reisado dança, canta e até luta com as suas espadas cenográficas, alegrando o lugar por onde passam.

dia de reis no cariri
Legenda: De origem ibérica, a Festa de Reis veio para o Brasil, foi enriquecida e ganhou vários nomes a depender da região em que é manifestada
Foto: Foto: Arquivo Diário do Nordeste

O reisado é uma manifestação cultural itinerante. A natureza dele é não ficar parado. De rua em rua, de porta em porta, de terreiro em terreiro (no caso da zona rural), o reisado vai passando, cantando cantigas (como a que abriu este texto), encantando e arrastando o povo.

É com referência a esse caminhar que surgiu a expressão tirar reisado. Até hoje, ela é usada pelos caririenses quando querem dizer que andam passenado por aí. E, assim como a expressão, o próprio ato de tirar reisado, nesse caso literalmente falando, continua vivo neste território localizado no coração do Nordeste. 

Nesse caso, o reisado é longevo graças à dedicação de homens e mulheres que amam e sempre foram apaixonados pela cultura popular, como o Mestre Aldenir, a Mestra Margarida e tantos outros que contribuíram e contribuem para que uma manifestação tão antiga mantenha traços de originalidade e seja apresentada pelas ruas do Cariri a cada dia 6 de janeiro.


Assuntos Relacionados