Vojvoda: Foi uma derrota difícil de ser digerida, mas o nível do Fortaleza está subindo

Em entrevista coletiva após a partida, o treinador do Fortaleza elogiou a evolução do time

Vojvoda com semblante sério
Legenda: Juan Pablo Vojvoda adota o 3-5-2 como esquema tático principal no Fortaleza
Foto: Fabiane de Paula / SVM

Após perder para o Internacional neste domingo (19), o técnico do Fortaleza, Juan Pablo Vojvoda, avaliou que, apesar de ter sido uma "derrota difícil de ser digerida e explicada”, o desempenho durante a partida demonstrou a elevação do nível do time. Ele concedeu entrevista coletiva após o jogo. 

Fortaleza perdeu por 1 a 0, no Estádio Beira-Rio, e chegou ao sexto jogo sem vitória na Série A do Campeonato Brasileiro. Edenílson marcou o único gol da partida. Apesar do revés, a equipe de Vojvoda segue na 4ª colocação, com 33 pontos.

"Uma derrota muito difícil de digerir e de explicar. O nível do time está subindo, contra São Paulo, Atlético-MG, e hoje criamos oportunidades de gol", exemplificou. 

Questionado se considerava o resultado injusto, disse: "Uma desatenção no fim do jogo nos deixa de mãos vazias. É injusto, mas é do futebol. Fortaleza tem que tirar uma lição disso", disse.

"O nível do time foi bom, em um campo muito difícil. Mas o Fortaleza, em alguns momentos, foi superior. Contra Atlético-MG, fizemos bom jogo, sem criar opções muito claras. Hoje, a situação de gols foi para ganhar o jogo", observou.

"Mas é um esporte que, muitas vezes, se faz tudo para ganhar e não consegue. Tenho dor, jogadores têm dor, os torcedores têm dor, mas confio muito no meu time", afirmou

O Fortaleza volta a campo no próximo domingo (26) contra o Sport, na Ilha do Retiro, às 18h15 (horário de Brasília), pela 22ª rodada da competição nacional.

Como foi a partida

Legenda: Internacional x Fortaleza, 21ª rodada pela Série A do Campeonato Brasileiro
Foto: Ricardo Duarte / SC Internacional

A equipe de Juan Pablo Vojvoda iniciou pressionando o Internacional no campo de ataque. Logo no primeiro minuto, Lucas Lima foi lançado na esquerda e cruzou na área. Ângelo Henríquez finalizou, mas desperdiçou uma grande oportunidade em favor do tricolor.

O Fortaleza subiu as linhas de marcação e dificultava a saída de bola da equipe colorada. Sem conseguir penetrar na defesa adversária, o Internacional buscava as finalizações de fora da área, sempre acionando Patrick e Maurício, que caiam por dentro. Porém, nada de alterar o marcador.

As boas oportunidades seguiram sendo do Tricolor do Pici. Aos 16 minutos, Lucas Lima, desta vez pela direita, saiu em velocidade, entrou na área e cruzou para Éderson. O volante do Fortaleza finalizou, mas foi travado por Saravia. Robson, aos 29, também levou perigo ao gol de Daniel, após receber na esquerda, fintar a marcação e finalizar para fora.

Legenda: Matheus Jussa e Rodrigo Dourado travaram um duelo disputado durante toda a partida
Foto: Ricardo Duarte / SC Internacional

Nos minutos finais, o Fortaleza recuou e o Internacional cresceu na partida. A equipe gaúcha chegava com frequência pelas laterais do campo, mas os arremates seguiram sendo de fora da área, sem tanto perigo para Felipe Alves. Yuri Alberto, inclusive, parou no arqueiro tricolor, enquanto Maurício finalizou para fora.

O ímpeto tricolor manteve-se durante o início da etapa final. Logo aos 4 minutos, Robson foi lançado por Lucas Lima e finalizou para o gol. Daniel defendeu. No rebote, Robson finalizou novamente, mas dessa Moisés tirou em cima da linha, salvando o Internacional.

Os comandos de Juan Pablo Vojvoda seguiram pressionando a equipe gaúcha, que buscava as escapadas em velocidade para agredir o Fortaleza. Entretanto, quem seguiu arriscando foi o Tricolor do Pici.

Em mais uma boa chegada ao ataque, Lucas Lima recebeu de Crispim e finalizou para o gol. Daniel defendeu. No rebote, Yago Pikachu finaliza e o arqueiro colorado defendeu mais uma vez.

A partida ficou bastante truncada e o ânimo aflorou entre os jogadores. Aos 24 minutos do 2° tempo, David e Saravia discutiram no gramado e acabaram expulsos pela árbitra Edna Alves Batista (FIFA-SP). O atacante do Fortaleza entrou no lugar de Ângelo Henríquez e permaneceu em campo por apenas seis minutos.

Após o episódio, Boschilia buscou surpreender Felipe Alves. De fora da área, o meio-campista arriscou um torpedo e o arqueiro tricolor precisou se esticar para defender.

Nos minutos finais do 2° tempo, Yuri Alberto encontrou Edenílson na área e o volante bateu na saída de Felipe Alves, para garantir a vitória do Internacional no Estádio Beira-Rio.

 

Quero receber conteúdos exclusivos de esporte