Tiago Nunes critica arbitragem do Mineirão: "vergonhosa, o Ceará foi desrespeitado"

Treinador foi expulso por reclamação e viu o Alvinegro ser prejudicado nos dois gols do Atlético/MG

Tiago Nunes no comando do Ceará
Legenda: Tiago Nunes enfrenta instabilidade à frente do Ceará no Campeonato Brasileiro
Foto: Kid Júnior

O técnico do Ceará, Tiago Nunes, não poupou reclamações ao árbitro goiano Jefferson Ferreira de Moraes após a derrota do Ceará por 3 a 1 para o Atlético/MG, nesse sábado (9), no Mineirão. Expulso após o primeiro gol do Atlético, Tiago fez comentários duros contra a arbitragem, afirmando que o time cearense foi desrespeitado por uma arbitragem "vergonhosa".

Confira a Coletiva do técnico Tiago Nunes

O Ceará foi desrepeitado no Mineirão. Ele foi muito mal em todas as decisões dele e de sua equipe de arbitragem. Todas as decisões foram pró-Atlético/MG. Na dúvida sempre foi pró-Atlético. No primeiro lance, do pênalti marcado contra nós e depois anulado, foi uma vergonha. Ele não teve vergonha em marcar e mesmo voltando atrás com o VAR, criou todo um ambiente muito favorável ao time da casa. E no primeiro gol, o Geovane sofre uma falta, não temos vantagem técnica alguma no lance e o árbitro não é qualificado para avaliar se a vantagem existe, deixou o lance seguir, com a bola com o nosso zagueiro e um jogador deitado no chão.

Após a situação, Nunes dirigiu-se ao árbitro e disse que Jefferson Ferreira de Moraes "não estava qualificado para apitar a partida e ele me expulsou. No segundo tempo foi outra vergonha, com uma falta descabida em cima do Bruno Pacheco antes do lance do pênalti. A arbitragem foi desastrosa".

Atuação do Ceará

Ainda na coletiva, Tiago Nunes elogiou a atuação da equipe no segundo tempo tempo e espera buscar pontos diante do São Paulo, na quinta-feira (14), no Morumbi. 

"Jogamos contra o líder, a melhor equipe do Brasil jogando em seus dominios. Tivemos quatro chances claras de gol, é difícil criar tanto contra o Atlético aqui, e não aproveitamos. Estou orgulhoso da postura dos jogadores, que são fiéis ao trabalho e estão dando o seu melhor. O torcedor tem que ter a paciencia, o Ceará vive um momento de reconstrução e viemos aqui para ganhar o jogo. Temos que dar valor a isso e buscar os pontos que escaparam hoje na próxima partida".

Sobre a proximidade da zona de rebaixamento, o treinador se diz atento e lembrou que o objetivo é manter o Ceará na Série A. "Esse continua sendo o primeiro objetivo, mas temos de um a dois jogos a menos que muitos adversários. O nosso aproveitamento é superior à nossa campanha. Vamos cumprir primeiro este objetivo, para depois pensar em outros objetivos para o Ceará na competição".

 

 

Quero receber conteúdos exclusivos de esporte