Quadro de Eriksen segue estável após mal súbito, informa Associação Dinamarquesa de Futebol

O camisa 10 já falou com os colegas de seleção, mas segue hospitalizado para exames adicionais

Eriksen Dinamarca
Legenda: Eriksen caiu no gramado durante o primeiro tempo do jogo
Foto: Jonathan NACKSTRAND/AFP/POOL

A Associação Dinamarquesa de Futebol (DBU) emitiu novo comunicado na manhã deste domingo (13) informando que o meia Christian Eriksen, de 29 anos, tem quadro de saúde estável após sofrer um mal súbito durante uma partida da Eurocopa.

Segundo a entidade, o jogador já estabeleceu contato com os colegas de time, mas continua hospitalizado para "exames adicionais".

"A equipe e a comissão técnica da seleção nacional receberam assistência psicológica durante a crise, e isso continuará disponível a eles após o ocorrido de ontem", informou em nota oficial.

Primeiros socorros

Eriksen passou mal nesse sábado (12), perto do fim do primeiro tempo, e o jogo entre Finlândia e Dinamarca pelo Grupo B da Eurocopa precisou ser suspenso. O atleta foi submetido a massagem de reanimação cardíaca por cerca de 15 minutos ainda dentro de campo.

Ele teve algumas convulsões, mas foi retirado do gramado com um balão de oxigênio em uma das macas do estádio em Copenhagen, na Dinamarca. 

Os jogadores voltaram a campo por volta das 15h30, meia hora depois de a DBU confirmar que o camisa 10 passava por avaliação médica e seguia estável.

"Ele morreu por alguns minutos", diz médico

O médico Sanjay Sharma, atual presidente dos cardiologistas da Federação Inglesa, trabalhou com Eriksen no Tottenham de 2013 a 2020 e comentou sobre o que aconteceu com o camisa 10 da Dinamarca.

Em sua declaração para a agência de notícias PA, Sharma afirmou que o atleta "morreu por alguns minutos".
"Sem ser muito direto, ele morreu hoje, embora por alguns minutos, mas ele morreu. E o profissional médico permitiria que ele morresse de novo? A resposta é não", disse ele.

Ainda no assunto, o médico deixou claro que é 'um bom sinal' o fato de Eriksen ter chegado ao hospital acordado, mas ainda coloca em cheque sua sequência no futebol.

Partida

Após 1h48 de paralisação por causa do incidente o jogo recomeçou. Jensen substituiu Eriksen para cinco minutos finais na etapa. A Finlândia, estreante na Eurocopa, surpreendeu e marcou o primeiro e único gol da partida.

Os dinamarqueses se lançaram ao ataque, mas nada de empate. Até em um pênalti questionável em Poulsen surgir a chance do empate. Eriksen seria o batedor. Sem o jogador da Internazionale, coube a Hoejbjerg a batida. Mandou nas mãos de Hrádecký. O time lutou até o fim, mas acabou derrotado.

 

Quero receber conteúdos exclusivos de esporte