Fortaleza sai na frente, mas leva virada no fim e perde para o Athletico-PR

Partida novamente gerou muita reclamação dos tricolores com a arbitragem

jogo
Legenda: Tricolor esteve vencendo, mas levou a virada no 2º tempo
Foto: Dudu Oliveira/Fortaleza/Divulgação

O Fortaleza saiu na frente e ficou perto de uma importante vitória, mas levou a virada nos acréscimos, aos 46 minutos do segundo tempo, e foi derrotado pelo Athletico-PR por 2 a 1, na noite deste sábado (7), na Arena da Baixada, em partida que marcou a abertura do 2º turno do Campeonato Brasileiro para as duas equipes.

Com o resultado, o Tricolor segue com 24 pontos e na 10ª colocação, mas com possibilidades de perder posições no complemento da rodada, que acontece neste domingo (8).

Já o Furacão chegou aos 19 pontos e deixou a vice-lanterna, saltando para a 17ª colocação.

O Leão do Pici volta a campo na quarta-feira (11), para enfrentar o Bahia, às 18h45min, em Salvador.

O JOGO
O primeiro tempo foi de superioridade e controle do Fortaleza. Antes mesmo da bola rolar, a escalação montada por Rogério Ceni indicava que a proposta seria de esperar o Furacão e explorar a velocidade para criar chances de gol, e assim aconteceu.

O Fortaleza criou bastante. Aos 4 minutos, Bergson interceptou passe do goleiro Santos e perdeu chance inacreditável, sem goleiro. Chutou fraco e Pedro Henrique salvou em cima da linha, para desespero de David, que estava completamente livre no meio da área.

Aos 17, foi o inverso, e David não foi fominha. Lançamento longo de Felipe para Gabriel Dias vencer Márcio Azevedo na corrida e acertar ótimo cruzamento para o camisa 17 que, deu passe açucarado para Bergson deslocar Santos e marcar o primeiro gol dele com a camisa leonina.

O que se viu no restante da primeira etapa foi um controle praticamente total do Tricolor, que pouco foi ameaçado. Não houve nenhuma finalização perigosa ao gol de Felipe Alves.

O Furacão até teve mais posse de bola (62%), mas de forma totalmente improdutiva. O Leão do Pici foi mais organizado, se defendeu bem e chegou com facilidade ao ataque. Teve chance para estar vencendo até por mais, com finalizações de David, Romarinho, Bergson e Osvaldo.

No segundo tempo, porém, o panorama se inverteu. O time da casa passou a ser mais incisivo e criou chances de gol.

Há, porém, um lance que é decisivo para a partida. Em boa troca de passes, Bergson ampliou o placar para o Fortaleza, mas o VAR anulou o gol por assinalar impedimento de Romarinho no lance anterior, em jogada bastante duvidosa e que gerou muita reclamação dos tricolores.

Na sequência, Carlos Eduardo empatou, e nos acréscimos, Renato Kayzer aproveitou vacilo da zaga leonina após cruzamento e decretou a vitória.

Quero receber conteúdos exclusivos de esporte