David na Seleção Brasileira sub-17 coroa trabalho em ascensão na base do Ceará

O meia de 16 anos foi chamado para período de preparação para o Sul-Americano da categoria

Legenda: Joia alvinegra tem contrato de três anos com o clube
Foto: Pedro Vale/cearasc.com

Antonio David Souza de Araújo, de apenas 16 anos, é mais uma prova da importância do desenvolvimento das categorias de base no futebol. Para o Ceará, clube em ascensão nacional, a convocação do meia para período de treinos na Seleção Brasileira sub-17 reitera a qualidade do trabalho feito na Cidade Vozão, sede da base, em Itaitinga.

A notícia da presença do nome de David entre os 26 jovens chamados pelo novo técnico Paulo Victor Gomes chegou na última segunda-feira (19). É o 1º atleta ainda na base alvinegra convocado para vestir o uniforme canarinho, feito histórico para o clube.

Arthur Cabral, Artur Victor e Felipe Jonatan, joias da base do Vovô, também já defenderam a seleção, mas já atuavam no elenco profissional de outras equipes.

Serão 11 dias à serviço da CBF com foco na preparação para o Campeonato Sul-Americano Sub-17, que ocorre entre 31 de março e 25 de abril de 2021, no Equador. A apresentação será em Itu (SP), no dia 2 de novembro. 

Sandro Queiroz, gerente da base do Ceará, comemorou muito o novo capítulo na carreira em ascensão de David e na do próprio Alvinegro.

"Ele jogava futsal na fábrica de craques do clube. Vimos muitas qualidades e trouxemos pro campo. É jogador de criação, o drible é característica forte, é ambidestro. Ele tem um pouco de cada coisa, por isso foi convocado. É a coroação de um trabalho que vem de janeiro de 2019 para cá, de metodologia da base criada. É uma quebra de paradigma", afirmou Sandro.

David mora no CT do Vovô e tem a rotina escolar acompanhada e cobrada pelo clube. O contrato do atleta é de três anos. 

Quero receber conteúdos exclusivos de esporte