Bem em 2018, Floresta encorpa elenco para repetir desempenho

Com o comando técnico do ex-atacante Paulinho Kobayashi e a experiência de Magno Alves em campo, equipe da Vila Manoel Sátiro mantém a base do elenco de 2018, que chegou até a fase semifinal do Campeonato Cearense

Legenda: Floresta aposta nos conhecimentos do técnico Paulinho kobayashi
Foto: Foto: Thiago Gadelha

Dono de um centro de treinamento com uma estrutura física invejável, o Floresta surpreendeu na temporada passada. Venceu o Ceará na disputa da Taça dos Campeões Cearenses e também conquistou êxito em uma partida memorável diante do Fortaleza, no Estadual. No fim das contas, chegou à semifinal e garantiu um lugar na Série D. A meta para o Estadual 2019 - com Magno Alves e vários garotos no elenco - já está bem definida: ter a mesma performance do ano anterior.

Veja o que já saiu da série do Campeonato Cearense:

>Ferroviário tem base da Série D como trunfo para título cearense
>Ex-Uniclinic, Atlético Cearense estreia no Campeonato Cearense apostando na juventude
>Bem em 2018, Floresta encorpa elenco para repetir desempenho
>Para surpreender, Guarani aposta em jogadores da Região do Cariri
>Campeão da Série B do Estadual, Barbalha chega querendo mais
>Iguatu mantém base da Fares Lopes para chegar a torneio nacional
>Renovado, Guarany inicia Estadual querendo Copa do Brasil
>Horizonte tenta ressurgir no cenário local com jovens talentos

A preparação segue desde o mês de novembro. É o clube que está há mais tempo em pré-temporada. O novo treinador, o ex-atacante Paulinho Kobayashi, de 48 anos, tem pela frente um trabalho de vital importância. "Nós estamos aqui para tentar conseguir montar uma equipe competitiva. Você conseguir vender jogadores, exportar jogadores, é consequência de um bom trabalho. Tentamos até mesclar um pouco, mas como a filosofia do clube é usar mais jogadores jovens, nós vamos nos adaptar a isso", explica o técnico.

A base de 2018 permanece. Os jovens Claudio Caça-Rato, Iago Barbosa e Paulo Vyctor foram titulares em boa parte do último Estadual. Outro destaque absoluto no ano passado foi o meia Wallace. Após a disputa, seguiu por empréstimo para o Fortaleza. Sem muitas oportunidades, está de volta ao Floresta.

Experiência

Já o jogador mais experiente do grupo disputa pela primeira vez o Campeonato Cearense longe do Ceará. Magnata, aos 42 anos, é a referência ofensiva do Verdão da Vila. Artilheiro do País em 2014, o atacante tem vínculo pelo clube desde a Taça Fares Lopes. Por conta da idade avançada, Kobayashi entende que o jogador deve ficar de fora de algumas partidas. O atleta, inclusive, ganhou férias prolongadas. Teve reapresentação após o Natal.

"A questão da idade, fisiologicamente, a dificuldade ele vai encontrar. Mesmo jogando sábado, quarta, sábado ou domingo, principalmente, nesse período agora da primeira fase, a dificuldade dele vai ser grande. Então, nós temos que ter essa dosagem. Eu sei que não vou conseguir utilizá-o 100% na competição, mas ele tem que entender os momentos que vai ser utilizado", indica o técnico.

A tendência é que a base titular do Floresta seja formada por Carlão; Levy, Ranieri, Cláudio Caça-Rato e Zé Carlos; Marconi, Iago Barbosa e Wallace; Paulo Vyctor, Magno Alves e Tavares. "Eu vejo que o grupo está trabalhando forte. O professor Paulinho (Kobayashi) está incentivando bastante os garotos novos. Estou vendo que vai dar oportunidade novamente. E a expectativa é de fazer novamente um grande campeonato", complementa Wallace.

Desafios

Na temporada 2019, o Floresta tem pela frente a segunda competição nacional da história do clube. O Campeonato Brasileiro Série D preenche o restante do calendário alviverde. No ano passado, a equipe disputou a Copa do Brasil 2018, mas foi eliminado logo na estreia pelo Botafogo-PB.

Quero receber conteúdos exclusivos de esporte