Árbitro relata em súmula tentativa de agressão com cadeira e expulsa 5 atletas em Ceará X Bahia

Denis da Silva Ribeiro Serafim contou com o auxílio do VAR para identificar infratores

Legenda: Mendoza segura cadeira durante briga generalizada
Foto: Thiago Gadelha/SVM

O tetracampeonato conquistado pelo Bahia na tarde deste sábado (8) diante do Ceará, na Arena Castelão, foi ofuscado pela briga generalizada entre jogadores alvinegros e tricolores, após o triunfo do Tricolor da Boa Terra nas penalidades.

Ainda no gramado da Arena Castelão, jogadores de Ceará e Bahia entraram em conflitos e trocaram socos, chutes, pontapés e "voadoras", necessitando de intervenção de outros atletas e da comissão técnica.

Em súmula, o árbitro da partida, Denis da Silva Ribeiro Serafim, detalhou o acontecido e registrou a expulsão de cinco atletas: Jael, Gabriel Dias e Mendoza, do Ceará; e Daniel e Juninho, do Bahia.

Início da confusão

De acordo com a súmula da partida, a briga generalizada entre jogadores de Ceará e Bahia iniciou após Nino Paraíba, lateral-direito do Bahia, provocar de forma verbal e com um tapa no braço o atacante e autor do gol do Ceará, Jael. Em seguida, Nino Paraíba, definido como atleta invasor pela equipe de arbitragem, chutou o rosto e deu um soco no peito, em momentos distintos, de Steven Mendoza.

Legenda: Jogadores de Ceará e Bahia trocaram socos na final da Copa do Nordeste 2021
Foto: Thiago Gadelha/SVM

Expulsões na súmula

Jael (Ceará): "Expulsei com cartão vermelho direto, após finalizada a partida, o Sr. Jael Ferreira Vieira, número 9 da equipe do Ceará S.C, por golpear com um soco nas costas o atleta do EC Bahia não relacionado na partida, Sr. Severino de Ramos Clementino da Silva (Nino Paraíba), após provocação desse atleta não relacionado. Após isso, o atleta infrator, desferiu um chute na perna de seu adversário, de número 1, Sr. Douglas Alan Schuck Friedrich e golpeou também com um soco no peito do seu adversário de número 7, Sr. Rosicley Pereira da Silva."

Gabriel Dias (Ceará): "Expulsei com cartão vermelho direto, após finalizada a partida, o Sr. Gabriel Dias de Oliveira, número 94 da equipe do Ceará S.C, por dar um chute na perna do atleta não relacionado na partida, Sr. Severino de Ramos Clementino da Silva (Nino Paraíba). Em seguida, agrediu com um chute na perna e um soco no rosto o seu adversário, número 40, José Carlos Ferreira Junior (Juninho)."

Steven Mendoza (Ceará): "Expulsei com cartão vermelho direto, após finalizada a partida, o Sr. John Steven Mendoza Valencia, número 10 da equipe do Ceará S.C, por dar um chute na perna do atleta do EC Bahia não relacionado na partida, Sr. Severino de Ramos Clementino da Silva (Nino Paraíba), após ter sido agredido com um chute no rosto pelo atleta não relacionado. Após isso, o atleta infrator, pegou uma cadeira na tentativa de agredir o referido atleta não relacionado e precisou ser contido por companheiros de equipe."

Legenda: Jael acerta chute em Douglas Friedrich, goleiro do Bahia, e árbitro relata em súmula
Foto: Thiago Gadelha/SVM

Daniel (Bahia): "Expulsei com cartão vermelho direto, após finalizada a partida, o Sr. Daniel Sampaio Simoes, número 8 da equipe do EC Bahia, por dar dois chutes em momentos sequenciais na altura da barriga do seu adversário, Sr. John Steven Mendoza Valencia, número 10."

Juninho (Bahia): "Expulsei com cartão vermelho direto, após finalizada a partida, o Sr. José Carlos Ferreira Junior (Juninho), número 40 da equipe do EC Bahia, por dar dois chutes em momentos distintos, um nas costas e um na perna de seu adversário, Sr. John Steven Mendoza Valencia, número 10."

Quero receber conteúdos exclusivos de esporte