Após acidente, caderno com músicas inéditas de Marília Mendonça é encontrado no avião

A informação é de um dos advogados da cantora, que recebeu os pertences de Marília Mendonça após trabalho do Corpo de Bombeiros

Marília Mendonça
Legenda: Caderno de composições e violão de Marília Mendonça foram encontrados no avião
Foto: Reprodução

O Corpo de Bombeiros recuperou, neste sábado (6), os pertences das cinco vítimas do acidente aéreo em Caratinga, Minas Gerais, nesta sexta (5) - incluindo a cantora Marília Mendonça. Dentre os objetos recuperados, estava um caderno que a artista usava para registrar ideias e novas composições. 

O sargento Maxsander de Souza, que coordenou os trabalhos, informou ao UOL que todos os objetos foram entregues a dois advogados de Marília Mendonça, que estavam na cidade mineira desde a noite de sexta e acompanharam as atividades dos bombeiros. 

"Os advogados tiveram total acesso aos objetos à medida que eles foram sendo recuperados. Nós fizemos questão que fossem entregues a eles em primeira mão", afirmou o sargento.

Também foi encontrado o violão da cantora, que aparece em registros nas redes sociais de Marília horas antes do acidente. Segundo um dos advogados, Luiz Maurício, todos os pertences serão entregues à família da artista e ainda não é possível saber o destino das composições. 

“É muito cedo, ainda. Vai ter que ser muito bem avaliado”, afirmou ao jornal mineiro O Tempo. O caderno foi encontrado molhado após cair na cachoeira onde o avião caiu. 

Acidente aéreo

A cantora e parte da equipe estavam em um avião de pequeno porte que caiu perto de uma cachoeira na cidade de Piedade de Caratinga, em Minas Gerais. 

Inicialmente, a assessoria da sertaneja informou que ela estava bem e que havia duas pessoas na aeronave. O número e a informação, contudo, foram atualizados posteriormente, e as mortes foram confirmadas pelas autoridades mineiras.

De acordo com a Companhia Energética de Minas Gerais (Cemig), o avião bimotor que transportava a equipe atingiu um cabo de uma torre de distribuição de alta tensão da empresa.

A Polícia Militar mineira afirmou que o avião bimotor King Air da Beech Aircraft, fabricado em 1984, decolou de Goiânia (GO) e caiu em uma cachoeira localizada a dois quilômetros da pista onde faria o pouso. Ele podia levar até seis passageiros e tinha capacidade para 4,7 mil quilos.

Testemunhas e pilotos que sobrevoaram a região perto de quando o acidente aconteceu falaram que a aeronave "rasgou" fios de alta tensão que estavam ligados a uma torre próxima ao local.

Quero receber conteúdos exclusivos do É Hit

Assuntos Relacionados