Fãs de Marília Mendonça relembram passagens da cantora pelo Ceará: "muito carinhosa e receptiva"

Cearenses lamentam a morte precoce da cantora e lembram de shows e encontros com a artista

Legenda: Nathália Mendes e Thaís Muniz estiveram em apresentações da cantora e lembram com carinho da obra da artista
Foto: Arquivo pessoal

Após o anúncio da tragédia que vitimou a cantora Marília Mendonça na tarde da última sexta-feira (5), fãs cearenses lembraram as passagens da artista pelo Estado ao longo da carreira e falaram um pouco do relacionamento que possuem com a arte da cantora.

Marília é lembrada pelos que a acompanhavam no Estado como uma pessoa "muito carinhosa e receptiva".

A servidora municipal Nathália Mendes relata que o primeiro contato com as músicas de Marília foi em 2016, mesmo ano em que a conheceu pessoalmente, durante os festejos de São João.

"Eu a conheci pessoalmente no primeiro show dela em Fortaleza, no São João de 2016. Fui ao hotel e a conheci. Foi o mesmo ano em que conheci as suas músicas. Nesse dia eu consegui dar aquele abraço apertado, porque ela era muito carinhosa e receptiva! Muito brincalhona comigo, me deixou super à vontade", lembra Nathália.

Legenda: Nathália chegou a criar um fã clube para a cantora, o "Universo Marília"
Foto: Arquivo pessoal

Essa foi a primeira das quatro vezes em que Nathália conseguiu encontrar Marília em suas passagens pelo Estado. "Tive a oportunidade de abraçá-la quatro vezes aqui no Ceará".

Nathália chegou a criar um fã-clube para a cantora em 2016, chamado "Universo Marília". A fã descreve todos os encontros como "marcantes e muito especiais".

Legenda: Nathália Mendes encontrou Marília Mendonça quatro vezes em Fortaleza
Foto: Arquivo pessoal

"O último show que fui da Marília foi no Marina Park Hotel, e depois do show consegui entrar no camarim, conversamos um pouco, nos abraçamos, dei um beijo na sua bochecha e entreguei a ela um presente. Na época eu havia feito um álbum de fotos com várias mensagens dos fãs. Ela tinha amado", lembra Nathália.

'Presente em vários momentos da minha vida'

A agenda administrativa estadual Isabelle Ferreira nunca chegou a encontrar pessoalmente a cantora, mas relata que Marília Mendonça "esteve presente em todos os momentos de sua vida" desde que ela teve o primeiro contato com as músicas.

Ela conheceu a obra de Marília em uma confraternização com amigos e "se apaixonou pela arte que ela produzia e por como Marília levava os sentimentos através da música".

As melhores lembranças, para Isabelle, fazem parte do show gratuito que a cantora fez no Dragão do Mar, na Capital. "Foi bem difícil chegar até lá a tempo, mas as lembranças são boas. Estava com pessoas que amo, indo ver e ouvir uma pessoa que eu admiro e tenho um carinho enorme".

Isabelle destaca sua admiração pelo projeto "Todos Os Cantos", no qual Marília fez shows gratuitos em várias cidades brasileiras. "Foi uma atitude linda que demonstrava o quanto ela se importava com quem a seguia, com quem a admirava".

Lives durante a pandemia

Thaís Muniz já esteve em shows da Marília Mendonça, mas relata que durante a pandemia a obra de Marília teve um significado ainda mais especial em sua vida.

Legenda: Durante a pandemia, Thaís acompanhou as lives da cantora - inclusive com uma caneca similiar à que a cantora usava nos shows virtuais
Foto: Arquivo pessoal

"Estar em casa durante vários meses não foi fácil, mas as lives dela ajudaram bastante. Eu contava os dias toda vez que ela marcava uma e preparava o meu próprio evento, sozinha e me sentindo bem com a companhia da televisão, porque a energia dela era contagiante".

Ela, que estava esperando por um show que aconteceria no próximo dia 4 de dezembro em Fortaleza, detalha que a partida da cantora está doendo muito. "Ao saberem da notícia, diversos parentes e amigos vieram perguntar como eu estava porque sabiam que ela representava muito para mim".

Quero receber conteúdos exclusivos do É Hit

Assuntos Relacionados