Justiça mantém prisão preventiva de Marcelo Barberena, acusado de matar esposa e filha em Paracuru

O judiciário afirma que houve agravante de motivo torpe para o assassinato da filha, já que Barberena demonstrava indícios de que considerava o nascimento da menina um empecilho para o casal