Estado monta cerco contra líderes de facção criminosa

Uma investigação da PF chegou a suspeitos de ordenar ataques, no Ceará. Doze chefes da GDE devem ser enviados para presídios federais. Ainda assim, as ações criminosas continuaram durante o dia de ontem