Desdobramentos do caso revelam morosidade nas investigações

Um inquérito policial aberto em Uruburetama contra o médico pela suspeita de estupro a uma mulher, no início de 2018, continua parado à espera de um exame pericial marcado ainda para novembro deste ano