Emendas obrigatórias já custam R$ 2 bilhões aos Estados

As emendas obrigatórias são viabilizadas por meio de uma Proposta de Emenda à Constituição (PEC), mecanismo que não exige sanção nem permite veto por parte do Executivo