Em tom mais moderado, Bolsonaro cita fala de diretor da OMS para defender preocupação com empregos

Ele também evitou a ataque aos governadores sobre as renovações de decretos que proíbem o funcionamento de serviços não essenciais durante a pandemia e pediu união entre os Poderes