Saiba quais são os serviços online e presencial oferecidos pela Defensoria Pública no Ceará

Nesta quarta-feira (19), a DPCE realizará um mutirão de serviços no bairro Canindezinho

foto defensoria
Legenda: As mudanças realizadas para comportar toda a demanda da instituição tem trazido resultados positivos
Foto: JL Rosa

Desde o começo da pandemia, a Defensoria Pública Geral do Estado do Ceará (DPCE) vem desenvolvendo métodos online para comportar a maioria dos atendimentos. O site foi reestruturado como ponto de partida para as assistências via e-mail e telefone, contendo todas as informações necessárias para efetuar o atendimento remoto.

Uma das novidades do portal é a Dona Dedé, a assistente virtual da Defensoria. “Através dela o assistido já obtém toda a documentação necessária e tem também todos os contatos dos núcleos. O assistido pode encaminhar a documentação direto para os núcleos, através da Dona Dedé”, explica Sulamita Alves Teixeira, Coordenadora das Defensorias da Capital.

O atendimento remoto pode ser feito ainda por meio do número 129, do Alô Defensoria. “As atendentes dão todas as informações necessárias, qual o núcleo, qual o contato do núcleo e qual a documentação necessária também”, destaca Sulamita. Dentre os serviços mais buscados estão o Núcleo de Defesa da Saúde (Nudesa), Núcleo de Execuções Penais (Nudep), Núcleo de Atendimento da Petição Inicial e o Núcleo do Idoso.  

Suporte presencial

Todo o suporte da Defensoria tem sido feito preferencialmente online, exceto em casos de atendimento de vulnerável digital, ou seja, pessoas que não tem fácil acesso à tecnologia. A orientação é que o assistido agende um horário por ligação.  

As mudanças realizadas para comportar toda a demanda da instituição tem trazido resultados positivos. Por isso, a ideia é que em um futuro próximo a Defensoria Pública tenha seu próprio aplicativo.

Hoje nós estamos, inclusive, em um novo sistema, a gente está virtualizando a instituição toda, na Capital e no interior, tanto para o colaborador como para o defensor, e em breve nós estamos lançando um aplicativo. O assistido vai solicitar o agendamento também através desse aplicativo”
Sulamita Alves Teixeira
Coordenadora das Defensorias da Capital

Mutirão

Nesta quarta-feira (19), a Defensoria realizará um mutirão de serviços no bairro Canindezinho, das 13h às 17h. A iniciativa é um teste para que o atendimento aconteça em outros bairros de Fortaleza. 

A assistência acontecerá de forma virtual no Centro de Defesa da Vida Herbert de Sousa. Os assistidos passaram por uma triagem preliminar para selecionar os casos que serão amparados no mutirão.

“Nós instalamos os computadores lá na sede do bairro, os assistidos vão ficar nos computadores através de uma reunião do Google Meet e o defensor vai fazer o atendimento. É o primeiro bairro, mas a gente pretende estender para os demais bairros, esse é um piloto, que eu acredito que dará certo”, detalha Sulamita Alves Teixeira. 

Serviço

Defensoria Pública Geral do Estado do Ceará (DPCE)
Horário de funcionamento: 8h às 17h
Atendimento pelo site ou pelo número 129

Quero receber conteúdos exclusivos do Seu Direito