Professor é investigado após perguntar se aluna levaria lubrificante ao ser estuprada; veja vídeo

O caso aconteceu após a discente responder que não passou o produto em um equipamento usado durante uma prática de intubação de pacientes

A Polícia Civil informou, nesta sexta-feira (26), que investiga uma suposta importunação sexual em que um professor do curso de medicina em uma faculdade de Belém, Pará, questionou se uma aluna levaria ou não um lubrificante quando fosse estuprada. O caso aconteceu no último dia 17, após a discente responder que não passou o produto em um equipamento usado durante uma prática de intubação de pacientes. 

Quero receber conteúdos exclusivos sobre o Brasil