Homem mata esposa com golpes de faca, confessa o crime à polícia e é liberado em Minas Gerais

Suspeito alegou que a companheira vivia uma relação extraconjugal, sendo esta a motivação para o feminicídio

feminicídio em minas gerais
Legenda: Suspeito foi preso na BR-116, em Laranjal, após acionar a PM e mandar a localização
Foto: Rádio Muriaé

Um homem de 53 anos foi preso após assassinar a esposa com golpes de faca e confessar o crime à Polícia Militar através do 190 no fim da noite do último domingo (12), na Zona da Mata mineira. O suspeito chegou a ser ouvido pela Polícia Civil, mas não permaneceu na delegacia, sendo liberado em seguida. As informações são do Estado de Minas. 

Segundo a reportagem, o crime ocorreu na residência do casal, em Leopoldina, por suposta traição da mulher de 58 anos. Os agentes de segurança estavam em diligências quando receberam o alerta para averiguar um desentendimento conjugal no bairro Jardim dos Bandeirantes.

Já no endereço, os militares decidiram entrar acompanhados de uma testemunha, uma vez que a porta estava parcialmente aberta e ninguém os atendeu. Eles encontraram marcas de sangue no chão da sala do imóvel e o corpo da mulher sem vida caído na cozinha. 

Perfurações

O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) confirmou o óbito, detalhando que a vítima possuía perfurações nos lados esquerdo e direito do pescoço e na mão esquerda.

A PM informou que suspeito ligou para o 190, confessou o crime e passou a sua localização. Ele foi localizado às margens da BR-116, em Laranjal.

Nessa segunda-feira (13), a Polícia Civil disse que o homem "não teve o flagrante ratificado pela autoridade policial". "O caso foi recebido na delegacia de plantão em Muriaé, onde o delegado realizou oitivas, ouvindo o suspeito", diz a nota da instituição complementando que o caso será apurado pela Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher (Deam), em Leopoldina.

Quero receber conteúdos exclusivos sobre o Brasil