Avião com vacinas contra Covid-19 entra em rota de colisão com aeronave da Gol após curva errada

Caso foi no Paraná. A aeronave fez uma curva não prevista e foi em direção ao jato da empresa aérea

Legenda: Imagem obtida por meio do site de monitoramento aéreo Flightradar24 mostra a proximidade entre as duas aeronaves
Foto: reprodução

Um avião monomotor do Governo do Paraná que transportava doses da vacina CoronaVac entrou em rota de colisão com um jato da Gol nesta terça-feira (19), após uma curva errada. O caso segue em apuração pela Força Aérea Brasileira (FAB). As informações são do Portal G1.

Em áudio de controle de tráfego aéreo, a controladora dá orientações para que os pilotos do jato da Gol prefiram "subir ou descer na rota" para evitar aproximação e, consequentemente, colisão com a aeronave. 

O monomotor com os imunizantes saiu de Curitiba em direção a Londrina. Já o avião da empresa aérea saiu de Cumbica, em Guarulhos, na Grande São Paulo.

O Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Cenipa), da FAB, iniciou coleta de dados no caso nesta quarta (20) com a intenção de apurar o que teria ocorrido no piloto automático da aeronave saída do Paraná. A rota teria incluída uma curva para a esquerda, mas, em vez disso, foi à direita, entrando na rota do avião da Gol.

O Governo do Estado definiu, em nota, o ocorrido como um "incidente" e informou que a tripulação levou alguns minutos para desligamento do piloto automático antes de assumir o controle do monomotor, demonstrando estar "atenta e segura em seus procedimentos".

Depois do ocorrido, a Casa Militar, responsável pela aeronave modelo Cessna C208 Caravan, determinou que o monomotor permanecesse em solo até que uma manutenção foi realizada. O Governo do Paraná afirmou que todas as aeronaves sob responsabilidade do órgão estão com a manutenção em dia.

O avião da Gol possui um dispositivo que aponta aproximação de outros aviões e orienta, por meio de um aviso, as direções que o piloto deve tomar para evitar batidas.

Ao ser procurada pelo G1, a Gol informou que "a aeronave GOL que realizou o voo G3-1212 (Guarulhos-Curitiba), na terça-feira (19), teve de fazer um novo procedimento de pouso durante a aproximação ao aeroporto Afonso Pena, em Curitiba. A mudança foi necessária por solicitação do controle de tráfego aéreo do destino para procedimento de segurança, sem qualquer anormalidade no voo. Reforçamos que a Companhia está sempre atenta à segurança".

Quero receber conteúdos exclusivos sobre o Brasil