Hospital vende vacinas contra a Covid-19 em loja virtual na Tailândia

Doses, que eram do imunizante Moderna, acabaram em minutos

Caixa com doses de vacinas da Moderna
Legenda: Ao todo, foram oferecidas 1,8 mil vagas para recebimento do imunizante
Foto: Norberto Duarte/AFP

O Hospital Phayathai, na Tailândia, ofereceu doses da vacina da Moderna, contra a Covid-19, por meio do Shopee, uma plataforma de e-commerce. Quem quisesse se vacinar tinha de desembolsar uma quantia equivalente a R$ 266. As vendas se esgotaram em minutos. As informações são da Reuters.

Um representante da empresa de e-commerce disse que, ao todo, eram 1,8 mil vagas para se vacinar com o imunizante. A oferta registrou aumento no tráfego da página do hospital, atraindo 2,6 milhões de visitantes ao endereço.

O chefe do hospital, Att Thongtang, destacou que as doses se esgotaram em uma velocidade recorde. "Eu lamento muito por aqueles que perderam". A venda de vacinas é permitida por leis tailandesas.

No Brasil, as vacinas contra o coronavírus adquiridas precisam ser autorizadas pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), sendo destinadas ao Plano Nacional de Imunização (PNI) posteriormente. Até o momento, o setor privado não pode comercializar os imunizantes.

Demanda por imunizantes

A busca por vacinas de RNAm, tecnologia da Moderna, aumentou rapidamente no país após preocupações sobre a eficácia dos imunizantes oferecidos localmente.

Isso porque houve vazamento de um memorando do ministério da Saúde tailandês que considerava ministrar uma dose de vacinas com a tecnologia a profissionais de saúde que já tivessem recebido duas doses da vacina da Sinovac

Covid-19 na Tailândia

A alta na busca por vacinas se dá em um momento difícil da pandemia na Tailândia. O país asiático conseguiu manter números baixíssimos da doença em 2020, mas agora passa por recordes de casos sendo batidos todos os dias — a média móvel de novos casos estava em mais de 6 mil.

As mortes pelo coronavírus na Tailândia também atingem valores máximos, com 55 novos óbitos registrados diariamente. O gráfico dessa média móvel está apontando para cima.

Apesar da oferta pelo setor privado, a vacinação no país tailandês segue lenta: só 12,6% da população tailandesa tomou ao menos uma dose das vacinas, enquanto os completamente imunizados ainda estavam em 4,6% nessa quinta-feira (8). No país asiático, são utilizadas as vacinas da AstraZeneca e da Sinovac.

Quero receber conteúdos exclusivos sobre o mundo