Comitê recomenda vacina da Pfizer para crianças de 5 a 11 anos nos Estados Unidos

Se a agência reguladora americana seguir a recomendação do comitê, cerca de 28 milhões de crianças dos EUA poderiam se vacinar

pessoa segura frascos da vacina da pfizer. ao lado, aparece uma seringa
Legenda: Estudo divulgado em setembro indica que a vacina Pfizer/BioNTech é "segura" e "tolerada" por crianças de 5 a 11 anos
Foto: Christof Stache/AFP

Um comitê de especialistas americanos se pronunciou, nesta terça-feira (26), a favor de autorizar a aplicação da vacina anticovid da Pfizer/BioNTech em crianças de 5 a 11 anos.

A recomendação do comitê é de caráter consultivo, mas é incomum que a Administração de Alimentos e Medicamentos (FDA) não a siga.

Se a agência autorizar o uso da vacina para esta faixa etária, cerca de 28 milhões de crianças seriam elegíveis para receber as doses do imunizante nos Estados Unidos.

Estudo divulgado em setembro pelos laboratórios Pfizer e BioNTech indicava que a vacina contra a Covid-19 é "segura" e "tolerada" por crianças de 5 a 11 anos, nas quais a dose adaptada gera uma resposta imunológica "robusta".