Covid-19 mata ministro ligado a massacres dos anos 1980 no Zimbábue

General reformado Perrance Shiri tinha 65 anos; ele comandou unidade do Exército acusada de matar mais de 20 mil pessoas

Legenda: Ministro da Agricultura do Zimbábue, Perrance Shiri, tinha 65 anos
Foto: AFP

O ministro da Agricultura do Zimbábue, Perrance Shiri, um general reformado que comandava uma unidade do Exército acusada de ter cometido diversos massacres no início dos anos 1980, morreu de complicações causadas pelo novo coronavírus, anunciou o presidente do país, Emmerson Mnangagwa.

"Foi confirmado que o ministro Shiri morreu de Covid-19", disse o presidente do Zimbábue. O general tinha 65 anos.

Shiri foi o comandante da quinta brigada do Exército, responsável, segundo historiadores, da morte de 20 mil pessoas em massacres registrados entre 1983 e 1984.

Depois, comandou a Força Aérea e participou de um golpe de estado que levou em 2017 a deposição do presidente Robert Mugabe, no poder por 37 anos.

Você tem interesse em receber mais conteúdo internacional?