Torcedores do Barcelona de Guayaquil atacam torcida do Ceará com racismo e homofobia

Confusão entre torcedores equatorianos e cearenses movimentaram as redes sociais na última segunda-feira (22)

Legenda: Torcida do Ceará na Arena Castelão
Foto: Camila Lima/SVM

A classificação do Ceará para a Copa Sul-Americana 2021 foi motivo de polêmica nas redes sociais na última segunda-feira (22). Após o perfil oficial da competição publicar uma arte com o símbolo do clube, torcedores do Barcelona Sporting Club, do Equador, mais conhecido como Barcelona de Guayaquil, proferiram ofensas racistas e homofóbicas contra torcedores alvinegros.

A polêmica começou após o perfil oficial da Copa Sul-Americana parabenizar os clubes brasileiros pela classificação ao torneio. A presença do Ceará entre os classificados foi surpresa para alguns estrangeiros, que desconheciam a instituição e questionaram nas redes sociais. Os torcedores alvinegros responderam com imagens de mosaicos e festas, e o perfil Muforero, no Twitter, comparou a equipe com um pequeno clube da capital do Equador, o Aucas.

Porém, a confusão partiu para um ponto mais ofensivo por parte dos torcedores do Barcelona. Muforero chegou a mencionar que não iria falar o idioma oficial do país por ser uma "linguagem de macaco". Após a repercussão negativa, Muforero publicou um pedido de desculpas em sua conta, alegando que não tinha o intuito de desrespeitar o povo cearense.

Legenda: Torcedor do Barcelona de Guayaquil proferindo fala racista aos torcedores alvinegros
Foto: Reprodução/Twitter

Além disso, outro perfil na rede social usou o emblema de uma torcida do Ceará, a Vozão Pride, para atacar de maneira preconceituosa os integrantes do movimento.

"Mas claro, seus filhos da p*! Não sabem o que é jogar uma Libertadores e querem vir nos ferrar. Olha aquela nota, confirmou que todos os brasileiros são trans"

Legenda: Torcedor do Barcelona de Guayaquil atacou a torcida do LGBTQIA+ do Ceará
Foto: Reprodução/Twitter

Em nota oficial, a Vozão Pride repudiou o comentário: "torcer é o que nos torna iguais e o respeito é o que iremos sempre praticar. Continuaremos lutando contra qualquer tipo de intolerância, resistiremos!", ressaltou em nota oficial.

Confira a nota na íntegra:

"Somos a torcida do time do povo! Somos pretos, brancos, pardos, amarelos, índios, PCD, LGBTI e muito mais. Alguns são estrangeiros, outros brasileiros, seja aqui de cima no nordeste ou lá de baixo no sudeste, somos povo.

Vivemos a mesma emoção que é amar um time, amar um esporte e à ele agradecer todos os momentos de alegria, euforia e até mesmo tristeza. Torcer é o que nos torna iguais e o respeito é o que iremos sempre praticar. Continuaremos lutando contra qualquer tipo de intolerância, resistiremos!"

União com torcedores do Emelec

A confusão com alguns torcedores do Barcelona fizeram a torcida do Ceará interagir com a torcida do Emelec, maior rival do Barcelona. A interação partiu por parte do perfil Nathan Cearamor, influenciador alvinegro responsável por puxar tags no Twitter.

"Inicialmente a torcida já estava falando sobre união logo após a 'briga' com os torcedores do Barcelona e foi daí que começamos a brincar de fazermos uma união, acabou indo mais longe do que esperávamos", disse Nathan.

A interação contou com grande participação da torcida emelecista. Os torcedores do clube equatoriano, por meio de seus perfis na rede social, incluindo a torcida Hincha Azul Emelec, brincaram com a troca de cores e escudo entre as duas equipes.

 

Quero receber conteúdos exclusivos de esporte