Superkite Brasil 2020 define seus finalistas com cearenses na disputa

Com resultados que surpreenderam, consagraram e selecionaram os melhores, os rounds desta quinta-feira definiram os nomes que seguem agora para as semifinais. O evento segue agora para sua fase final com 16 velejadores na disputa, 8 homens e 8 mulheres

Legenda: O cearense Alex Neto está entre os finalistas do Superkite Brasil no masculino
Foto: Romantsovaphoto

O terceiro dia de Superkite Brasil, em Itarema, definiu os finalistas. Dos 17 brasileiros que estavam na competição, agora cinco estão na disputa: os cearenses Alex Neto e Erick Anderson, e os piauienses Manoel Soares e Guilherme Costa, no masculino, e a cearense Mika Sol, no feminino. A surpresa foi o tetracampeão Carlo Mário Bêbê ter ficado fora das finais.

Na água o que se viu foram classificatórias difíceis, altas pontuações e o que parecia impossível acontecer: o tetracampeão Carlo Mário Bêbê está fora da competição. Após enfrentar a recuperação de uma cirurgia no joelho, Bêbê machucou-se nos treinos para o Superkite Brasil e entrou na prova sentindo um estiramento na região peitoral.

Passou bem pela primeira fase mas, com dores crescentes, desde ontem já se especulava se conseguiria ou não permanecer na competição. Ele, que pode ser considerado o capitão do time brasileiro no evento, estava confiante. Porém o incômodo o venceu, e mesmo com  27.80 pontos conquistados em sua bateria , Bêbê fechou sua participação com o terceiro lugar do heat, que classificava para próxima fase somente os dois primeiros da bateria.

Mas vale lembrar que dos 17 brasileiros que estavam na competição, agora temos 5 na disputa:  os cearenses Alex Neto e Erick Anderson, e os piauienses Manoel Soares e Guilherme Costa, no masculino. E a cearense Mika Sol no feminino.

Esse número pode parecer pouco à primeira vista, mas ele representa 50% dos semifinalistas masculinos. E Mika, apesar de ser a única brasileira a chegar às semifinais femininas é bicampeã mundial e atual campeã do Superkite Brasil. O Brasil tem um timaço que vai buscar manter o título, tanto no masculino quanto no feminino dentro de casa.

Tanto Alex quanto Erick tem fome de vitória e estão sedentos por este título. Para os dois conseguirem chegar a final, eles precisam derrubar seus opositores internacionais nas semifinais de amanhã, pois os dois estão na mesma bateria. Cada bateria, ou heat, recebe 4 velejadores e lembre que apenas os dois primeiros colocados avançam para a final. 

Dentre os estrangeiros, atenções especiais para o atual campeão do Superkite e atual campeão mundial Valentin Rodriguez. Ele vai brigar forte pelo título. Outro nome que merece destaque é o do espanhol Liam Whaley. No round 5 de hoje, os dois bateram a pontuação mais alta do dia, acima dos 30 pontos. 

Eles estão em baterias distintas, portanto caberá a Erick Anderson ou Alex Neto superar esse favoritismo de Liam de um lado, enquanto Guilherme e Manoel terão Valentin pela frente. E a expectativa é que tenhamos pelo menos dois brasileiros no round final que definirá o título.

No feminino, a grande favorita é Mika. Sua performance, estilo e apresentações confirmam seu favoritismo, mas ela tem fortes opositoras pela frente e na sua bateria enfrentará a tcheca Paula Novotna, que vai dar trabalho. Outros dois nomes favoritos às finais são os da espanhola Rita Arnaus e da sueca Nathalie Lambrecht. Se confirmados os favoritismos, estas devem ser as prováveis finalistas.

Para esta sexta-feira estão previstas 4 baterias, sendo duas masculinas e duas femininas. Elas definirão quem chegará a grande final, que poderá ou não acontecer amanhã. A organização só se pronunciará se haverá tempo para seguir com a grande final ou não após avaliar as condições de vento para garantir a final.

Quero receber conteúdos exclusivos de esporte

Assuntos Relacionados