Isaquias Queiroz e Jacky Godmann buscam vaga em final da canoagem nesta segunda-feira (2)

A dupla está na semifinal e tenta repetir a medalha de prata brasileira nos Jogos Olímpicos de Tóquio

Isaquias Queiroz e Jacky Godmann em ação nos Jogos Olímpicos de Tóquio
Legenda: Isaquias Queiroz e Jacky Godmann venceram a bateria das quartas de final nos Jogos Olímpicos de Tóquio
Foto: Philip Fong / AFP

O brasileiro Isaquias Queiroz busca vaga na final da canoagem de velocidade dos Jogos Olímpicos de Tóquio nesta segunda-feira (1º). Maior medalhista da história do Brasil em uma única edição de Olimpíada, o atleta disputa a semifinal da modalidade C2 1.000m, ao lado de Jacky Godmann, e tenta se classificar à decisão.

A prova está prevista para iniciar às 21h52 (de Brasília). Dos cinco semifinalistas, os quatro primeiros garantem participação na finalíssima, que deve ocorrer às 23h53 (de Brasília).

Nas eliminatórias, a dupla brasileira terminou em 3º lugar, atrás de representantes de China e Cuba. Já nas quartas, venceu a bateria com o tempo de 3min48s611.

Canoista acumula recordes

Natural de Ubaitaba, na Bahia, Isaquias é uma das principais esperanças de medalha do Brasil nos Jogos Olímpicos de Tóquio. Recordista do país em pódios em uma única Olimpíada, o canoísta conseguiu três medalhas em Rio-2016: duas medalhas de prata, na Canoa Individual (C1) 1.000m e na Canoa de Dupla (C2) 1.000m, além de um bronze na Canoa Individual (C1) 200m.

Isaquias Queiroz morde a medalha de prata dos Jogos Olímpicos
Legenda: Isaquias Queiroz conquistou três medalhas nas Olimpíadas do Rio de Janeiro, em 2016
Foto: Jeff Pachoud / AFP

Com 27 anos, o atleta é um dos líderes do circuito mundial na modalidade. O grande desafio dessa vez é se adaptar ao novo parceiro, Jacky Godmann, que substitui o lesionado Erlon Souza.

A dupla foi formada para a participação no evento e treinou junto por quatro meses. Com 22 anos, Jacky é apontado como uma revelação brasileira no esporte e também mora em Ubaitaba, terra natal de Isaquias, o que facilitou os treinamentos antes da viagem para o Japão.

Quero receber conteúdos exclusivos de esporte