Carlos Sainz, da Ferrari, vence GP de Fórmula 1 de Cingapura

Norris e Hamilton completaram o pódio

Imagem mostra piloto
Legenda: Sainz conquistou o GP de Cingapura.
Foto: Lillian SUWANRUMPHA / AFP

Carlos Sainz dominou a corrida praticamente de ponta a ponta e garantiu a vitória no Grande Prêmio de Cingapura de Fórmula 1, neste domingo (17). Lando Norris e Lewis Hamilton completaram o pódio, o último graças à batida de George Russel na volta derradeira.

Fazendo uma corrida de recuperação, a Red Bull pela primeira vez na temporada não brigou pela vitória. Max Verstappen ainda conseguiu terminar em quinto, já seu companheiro de equipe, Sérgio Pérez foi o oitavo. Destaque também para Liam Lawson, que fechou em nono e colocou em cheque o retorno de Daniel Ricciardo

Além de impedir que a Red Bull conquistasse o mundial de construtores, a Ferrari quebrou a hegemonia da equipe austríaca na temporada, que havia vencido até então todas as corridas da temporada.

A CORRIDA

Apostando nos pneus macios, Charles Leclerc cumpriu à risca o planejamento da Ferrari. Ultrapassou George Russell logo na largada e virou o escudeiro de Carlos Sainz. O monegasco, no entanto, ameaçou atacar seu companheiro de equipe, e acabou sendo advertido pela equipe, que pediu em várias oportunidades para o piloto manter uma diferença de três segundos do espanhol

Já Lewis Hamilton, que tentou uma arrancada na primeira volta, saiu da pista e precisou devolver posições para o seu próprio companheiro de equipe e para Lando Norris, evitando assim uma punição de cinco segundos. Após uma classificação pífia, Max Verstappen fez uso dos pneus duros e ganhou três posições nas seis primeiras voltas, no entanto, sofreu para ultrapassar Kevin Magnussen. Com isso, passou a administrar o desgaste dos pneus e acompanhar o "comboio" formado por Fernando Alonso e Esteban Ocon.

Precisou Logan Sargeant acertar o muro para dar emoção na corrida e estragar a estratégia da Ferrari. Por causa da batida, o safety car foi acionado. Praticamente todos os pilotos foram para o box, com exceção de Verstappen, Pérez e Bottas. O holandês chegou a ficar em segundo, mas foi facilmente ultrapassado por Russell e Norris. Quem levou a pior com tudo isso foi Leclerc. A escuderia italiana errou na troca de pneus do monegasco, que caiu para o sétimo lugar.

Carlos Sainz parecia ter a corrida na mão, mas a quebra de Esteban Ocon mudou um pouco o panorama da corrida. Como apenas o virtual safety car foi acionado, apenas a Mercedes chamou os seus pilotos para o box. Com os pneus médios, Russell e Hamilton foram escalando posições, e deixando Leclerc para trás.

Com as Mercedes coladas, Sainz diminuiu a velocidade e deu para Norris a asa móvel, dificultando a vida de Russell, que não conseguiu ultrapassar o piloto da McLaren e acabou batendo no muro na última volta, definindo assim a vitória do espanhol.

Quem acabou se dando bem com a batida de Russell foi Lewis Hamilton, que acabou conquistando um lugar no pódio, atrás de Lando Norris e Carlos Sainz, que fez uma corrida muito inteligente para confirmar a sua segunda vitória na carreira.

Os pilotos voltam às pistas já no próximo final de semana para o Grande Prêmio do Japão, em Suzuka.

Confira o resultado do GP de Cingapura:

  • 1º. Carlos Sainz (ESP/Ferrari)
  • 2º. Lando Norris (ING/McLaren), a 0s812
  • 3º. Lewis Hamilton (ING/Mercedes), a 1s269
  • 4º.Charles Leclerc (MON/Ferrari), a 21s177
  • 5º. Max Verstappen (HOL/Red Bull), a 21s441
  • 6º. Pierre Gasly (FRA/Alpine), a 38s441
  • 7º. Oscar Piastri (AUS/McLaren), a 41s479
  • 8º. Sergio Pérez (MEX/Red Bull), a 54s534
  • 9º. Liam Lawson (NZL/Alpha Tauri), a 65s838
  • 10º. Kevin Magnussen (DIN/Haas), a 72s126
  • 11º. Alexander Albon (TAI/Williams), a 73s372
  • 12º. Zhou Guanyu (CHN/Alfa Romeo), a 83s040
  • 13º. Nico Hulkenberg (ALE/Haas), a 85s043
  • 14º. Logan Sargeant (EUA/Williams), a 85s630
  • 15º. Fernando Alonso (ESP/Aston Martin), a 85s781
  • Não terminaram a corrida - Yuki Tsunoda (JAP/AlphaTauri), Esteban Ocon (FRA/Alpine), Valtteri Bottas (FIN/Alfa Romeo) e George Russell (ING/Mercedes)
  • Não participou da corrida - Lance Stroll (CAN/Aston Martin)