Enderson se defende após derrota do Fortaleza: "Dei a cara a tapa quando ninguém teve coragem"

O treinador lamentou as chances perdidas pelo Leão e a postura do adversário, que segundo ele jogou por uma bola e venceu o duelo no Castelão

Para Enderson Moreira, o Fortaleza dominou a partida mas não foi efetivo
Legenda: Para Enderson Moreira, o Fortaleza dominou a partida mas não foi efetivo
Foto: Kid Júnior

O Fortaleza perdeu sua primeira partida em 2021, ao ser derrotado por 1 a 0 para o Santa Cruz no Castelão pela Copa do Nordeste. E o técnico leonino, Enderson Moreira, lamentou as chances perdidas de sua equipe, como também a postura do adversário, que só se defendeu e jogou por "uma" bola.

"Tivemos boas oportunidades de gol mas não conseguimos aproveitar, enquanto eles tiveram uma bola e ganharam o jogo. Isso é o futebol. Por isso o futebol é apaixonante. Quem não gosta disso não pode participar.

Assista à coletiva de Enderson Moreira

"Nós pegamos um adversário com 4 volantes, linha totalmente baixa e que não tinha a proposta de nos atacar, jogar por uma boa e fez. Uma única bola foi no nosso gol em 90 minutos e entrou. Não lembro de nenhuma defesa do Felipe Alves. A gente tentou argumentar contra um time que jogou lá atrás, com o goleiro fazendo três defesas impressionantes".

Para Enderson, o time tem muito no que melhorar, mas a evolução buscada será dentro dos jogos, pelo pouco tempo de treino.

"Estamos caminhando bem, vejo situações de jogo que já funcionam. Algumas coisas precisam ser melhoradas e estamos buscando alternativas. A equipe é competitiva, mas podemos finalizar melhor, terminar melhor a jogada, aproveitar melhor as oportunidades e as bolas paradas, neste aspecto precisamos ser mais efetivos. Mas sem treino, não dá para organizar a bola parada, reorganizar o time e a forma de jogar. Jogador não é máquina, eles estão sentindo o números de jogos e ainda não repeti a escalação nenhuma vez. Vamos trabalhar dentro das possibilidades, que nao são os treinamentos para fazermos jogos melhores".

Enderson Moreira pressionado no Fortaleza

Sobre a pressão no cargo, com a insatisfação da torcida, Enderson disse estar tranquilo como treinador do Fortaleza.

"Me sinto preparado para estar aqui. Eu encarei o desafio. Dei a cara a tapa quando ninguém teve coragem com medo de ser rebaixado e eu enfrentei. Estou me empenhando, até a ultima gota, mas encaro com naturalidade. No dia que a diretoria entender que eu não tenho mais capacidade ela vai tomar a decisão".

Quero receber conteúdos exclusivos de esporte