Brasil vence no taekwondo e se aproxima de recorde de medalhas de ouro nas Paralimpíadas

Ao todo, a delegação brasileira soma 54 pódios em Tóquio, no Japão

Nathan Torquato em ação no taekwondo
Legenda: Nathan Torquato foi medalha de ouro no taekwondo durante a Paralimpíada de Tóquio
Foto: Rogério Capela / CPB

O nono dia de competições dos Jogos Paralímpicos de Tóquio teve três medalhas para o Brasil no atletismo, duas na natação e uma no taekwondo, esporte estreante, totalizando quatro ouros nesta quinta-feira (2). Agora com 19, o país está perto do recorde de 21 alcançado em Londres-2012.

O Brasil soma 54 medalhas em Tóquio: 19 ouros, 13 pratas e 22 bronzes, na sexta posição no quadro geral.

Desempenho do Brasil

Nathan Torquato foi o responsável por colocar o Brasil no topo do taekwondo logo na 1ª edição paralímpica, na categoria 61 kg classe K44. O nadador Talisson Glock conquistou o ouro nos 400 m livre classe S6, enquanto Gabriel Araújo faturou a medalha dourada nos 50 m costas S2. Também é o terceiro pódio dele.

Alessandro da Silva conquistou o bicampeonato no lançamento do disco classe F11, após ter levado a prata no arremesso do peso em Tóquio. Marivana Oliveira e Mateus Evangelista faturaram prata e bronze, respectivamente, no arremesso do peso (F35) e salto em distância (T37).

Nos esportes coletivos, as seleções masculinas de futebol de 5 e goalball venceram e foram à final, enquanto a equipe masculina de vôlei sentado e o time feminino de goalball perderam as semis e disputarão o bronze.

 

Quero receber conteúdos exclusivos de esporte