Pamella Holanda agradece apoio após divulgação de agressões: 'Que tudo isso encoraje mais mulheres'

Cearense falou sobre a importância de denunciar casos de violência doméstica

foto de pamella holanda
Legenda: Pamella denunciou agressões sofridas pelo ex-marido DJ Ivis neste último fim de semana
Foto: Reprodução/Instagram

A estudante de arquitetura Pamella Holanda publicou, nesta terça-feira (13), uma nota de agradecimento ao apoio que vem recebendo após ter divulgado agressões sofridas pelo ex-marido DJ Ivis.

A cearense de 27 anos citou artistas, influenciadores, entidades, autoridades como o governador do Ceará Camilo Santana e ainda a Delegacia de Eusébio, que investiga o caso. 

"Pelo apoio, suporte, ajuda, posicionamento, trabalho e empenho", definiu Holanda em post no Instagram. Ela ainda afirmou o desejo de que o seu caso inspire mais mulheres a denunciarem episódios de violência.

CONFIRA PUBLICAÇÃO:

Print de publicação de Pamella Holanda agradecimento apoio recebido após agressões
Legenda: A influencer e estudante publicou nota de agradecimento no Instagram
Foto: Reprodução

"Que tudo isso encoraje mais mulheres a denunciar violência doméstica. E fica meu apelo novamente: que não seja só comigo, mas com todas que tomam a decisão revestida de coragem ao denunciar suas agressões a serem ouvidas e assistidas", publicou Pamella. 

Pamella ainda reiterou que somente o respeito e o cumprimento da Lei Maria da Penha podem mudar o cenário de violência contra a mulher no País. 

Investigação 

O motorista de DJ Ivis, que seria o homem nos vídeos em que Pamella é agredida pelo artista, prestou depoimento à Polícia Civil do Estado do Ceará (PC-CE) nesta terça-feira

Na segunda-feira (12), Pamella foi ouvida novamente pelos agentes de segurança, assim como outras duas testemunhas.

O caso é investigado pela PC-CE e acompanhando pelo Ministério Público do Estado do Ceará (MPCE). A estudante possui uma medida protetiva contra o ex-marido.

Agressões recorrentes

Em entrevista a Fátima Bernardes no programa "Encontro", na TV Globo, nesta terça, Pamella revelou que chegou a ser agredida quando estava com Covid-19, em dezembro de 2020. Ela disse que o ex-marido não deixava a filha ser amamentada pelo estado de saúde dela. 

Ao colunista Leo Dias, do Metrópoles, Pamella contou, nessa segunda-feira (12), que foi agredida pela primeira vez pelo produtor musical quando estava grávida de cinco meses. A influencer disse não saber precisar quantas vezes foi alvo de violência. 

As agressões foram publicadas por Pamella no Instagram, por meio de vídeos, no último domingo (11). Iverson de Souza Araújo, o DJ Ivis, aparece dando chutes e socos nela, inclusive na presença de terceiros, como a mãe da cearense, a filha de nove meses do casal e um funcionário do artista. 

Quero receber conteúdos exclusivos do É Hit