Funcionário de DJ Ivis, homem que aparece em vídeos de agressões presta depoimento

Ele foi ouvido pela Polícia Civil na Delegacia do Eusébio

Imagens da agressão à Pamella Holanda
Legenda: O homem que aparece nas imagens de agressão do DJ Ivis contra a ex-mulher prestou depoimento na Polícia Civil do Estado do Ceará (PC-CE)
Foto: Reprodução

O homem que aparece nas imagens de agressão do DJ Ivis contra a ex-mulher, Pamella Holanda, prestou depoimento na tarde desta terça-feira (13), para a Polícia Civil do Estado do Ceará.

Ele foi ouvido na sede da Delegacia Metropolitana do Eusébio, que investiga o caso com o apoio do Departamento de Proteção aos Grupos Vulneráveis (DPGV) da Polícia Civil. 

A testemunha é funcionária do DJ e, segundo informações do colunista Leo Dias, do jornal Metrópoles, trabalha com motorista do artista. Uma mensagem de áudio desse homem a que a coluna teve acesso revela que as agressões eram rotina no relacionamento do casal. 

"Se não fosse primeiramente Deus e eu, de fevereiro para cá alguém já tinha morrido. Aquela confusão ali não começou ali não, começou dentro do quarto. Nas que eu participei eu me lembro de tudo, sei de tudo, e muita coisa ali eu me meti", diz ele na mensagem.

Nesta segunda-feira (12), Pamella prestou novo depoimento. Outras duas testemunhas também foram ouvidas. 

MPCE acompanha o caso

O Ministério Público Estadual (MPCE) acompanha o caso e se colocou à disposição de Pamella, por meio do Núcleo de Apoio às Vítimas de Violência, tanto para serviços de apoio como para orientações jurídicas.

Segundo a titular da 3ª Promotoria de Justiça de Eusébio, promotora Emilda Sousa, o órgão aguarda o inquérito policial para saber quais diligências já foram realizadas e se há outras a requerer. 

A promotora mencionou, também, já constar como objeto de apreciação por parte do MPCE pedido de medidas protetivas patrimoniais por parte da vítima, no aguardo de decisão pelo poder judiciário. 

Desde o último dia 4 de julho, Pamella já tem o amparo de medidas protetivas, solicitadas pela Polícia Civil do Ceará e concedidas em caráter de urgência com base na Lei Maria da Penha. Por meio da decisão, DJ Ivis deve manter uma distância mínima de 100 metros da ex-esposa e de seus familiares, além de ficar proibido de manter contato com eles. 

Agressões físicas

Na ação que pede medida protetiva, Pamella Holanda diz que manteve relacionamento com DJ Ivis por quatro anos. Durante este tempo, ela relatou que sofreu várias agressões físicas e psicológicas por parte do cantor, inclusive durante a gravidez.

Ainda no documento, Pamella narra que no dia 1° de julho deste ano, após mais uma discussão do casal, este novamente a agrediu fisicamente e desferiu-lhes palavras de baixo calão, deixando-a com diversas lesões pelo corpo, assim como quebrou seu aparelho de celular o jogando diversas vezes contra a parede e o chão.

Publicações de Pamella Holanda em rede social
Legenda: Publicações de Pamella Holanda em rede social
Foto: Reprodução/Instagram

No dia seguinte, na presença da empregada doméstica do casal, este ainda chegou a usar uma faca de cozinha em ameaça à referida vítima, que correu para a casa de vizinhos e conseguiu pedir ajuda policial.

Quero receber conteúdos exclusivos do É Hit