Intervalo entre doses da vacina da AstraZeneca é reduzido para oito semanas

Mudança foi anunciada pelo ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, nesta sexta-feira (15)

Dose de vacina da AstraZeneca
Legenda: A redução no intervalo de doses da AstraZeneca pode acelerar o esquema vacinal no Brasil
Foto: Saeed Khan/AFP

O intervalo entre as doses da vacina da AstraZeneca contra a Covid-19 foi reduzido de 12 para oito semanas, segundo anunciou o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, em publicação nas redes sociais nesta sexta-feira (15).

Conforme as informações repassadas pela pasta, a decisão foi tomada para acelerar a vacinação no País, já que o envio de 100% das doses de AstraZeneca necessárias para completar o esquema vacinal de toda população adulta já foi concluído.

A Secretaria da Saúde do Ceará (Sesa) confirmou que o Estado recebeu, de fato, o quantitativo de AstraZeneca determinado pelo Ministério da Saúde.

"A partir de agora, o intervalo entre as doses da vacina da AstraZeneca foi reduzido de 12 para 8 semanas. Então, fique atento e não perca o prazo para completar sua imunização. Só assim você garante a máxima proteção contra a Covid-19", escreveu o ministro no Twitter. 

Outras vacinas

Com a entrega, agora a pasta deve se dedicar ao envio das outras vacinas inclusas no Plano Nacional de Imunização (PNI) do Brasil.

As novas etapas incluem a dose de reforço da população acima de 60 anos, pessoas imunossuprimidas e profissionais de saúde da linha de frente no combate à pandemia, além da imunização de adolescentes com comorbidades.

Além disso, as próximas distribuições devem enviar as doses da Pfizer para completar o esquema vacinal de quem tomou a D1 deste imunizante. 

Quero receber conteúdos exclusivos sobre o Brasil