Funcionário de frigorífico morre ao cair em máquina de hambúrguer no Mato Grosso do Sul

Rodrigo Roa Alvares, 37, fazia serviço de manutenção quando o fato aconteceu. A vítima teve parte do corpo triturado

Funcionário de frigorífico morre ao cair em máquina de hambúrguer no Mato Grosso do Sul
Legenda: O profissional era colaborador da JBS Seara Alimentos e tinha mais de dez anos de experiência no ramo
Foto: Reprodução/Facebook

Um funcionário de um frigorífico morreu ao cair em uma máquina de fazer hambúrguer, em Dourados, no Mato Grosso do Sul. Rodrigo Roa Alvares, 37, fazia serviço de manutenção quando o fato aconteceu, no domingo (29). A vítima teve parte do corpo triturado. As informações são do jornal O Globo.

O profissional era colaborador da JBS Seara Alimentos e tinha mais de dez anos de experiência no ramo. Na ocasião, o coordenador de segurança do trabalho da empresa acionou a polícia.

Um delegado e peritos estiveram na indústria para realizar as investigações. Um inquérito foi instaurado pela Polícia Civil para apurar a causa da morte.

Apurações

De acordo com os primeiros levantamentos, outro mecânico que estava no mesmo local falou que Rodrigo Alvares estava trocando os rolamentos e embuchamentos da máquina de fazer hambúrguer e voltou depois de ter terminado o serviço para fazer alguns ajustes.

Ao jornal O Globo, a Polícia Civil informou que esse outro mecânico afirmou que estava embaixo da máquina, fechando a tampa, quando ouviu um grito.

Ele notou que a misturadora de hambúrgueres estava sem trava de segurança e não soube dizer em qual momento foi retirado o cadeado.

Agora, a corporação tenta colher o depoimento de outra testemunha do caso. Segundo a Polícia Civil, trata-se de um funcionário que fazia a higienização no mesmo ponto onde Rodrigo Alvares estava. Quando as equipes chegaram, no entanto, ele já tinha saído, porque ficou em estado de choque.

Nota de pesar

A JBS comunicou que, "com muito pesar", confirma a morte do colaborador e "manifesta solidariedade à família do funcionário, que vem recebendo toda a assistência necessária".

A empresa acrescentou que acompanha a investigação e está fornecendo informações que possam contribuir com o esclarecimento da situação.

 

 

 

 

Quero receber conteúdos exclusivos sobre o Brasil