Ladrão vestido de 'fantasma' furta estepe de caminhão em Minas Gerais; veja vídeo

Câmeras de segurança flagraram o momento em que uma pessoa se aproxima do veículo coberta por um lençol branco

Ladrão vestido de fantasma levando pneu sobre as costas
Legenda: Pneu roubado estava na caçamba do veículo
Foto: reprodução

Um morador de Pedra Azul, no interior de Minas Gerais, surpreendeu-se ao checar imagens de câmera de segurança da casa dele após suspeitar que o estepe do seu caminhão foi furtado. A gravação não permitiu identificação do autor do crime, mas apontou que o ladrão estava fantasiado de "fantasma". As informações são do portal G1.

Nas imagens, é possível ver uma pessoa se aproximando do caminhão com o corpo coberto por um lençol branco. Ao chegar perto da carroceria do veículo, o criminoso olha para os lados e pega o pneu, colocando-o sobre as costas.

O morador, o comerciante Marcílio Rodrigues do Nascimento, relatou ter estacionado o caminhão na Avenida de Lucena Ruas, na região Central do município, na noite de domingo (29). Na manhã dessa segunda-feira (30), ele sentiu falta do estepe após acordar para trabalhar.

“Puxei as imagens e vi o ladrão chegando daquele jeito, vestido de fantasma”, conta o comerciante ao G1, acrescentando estacionar sempre no mesmo lugar. "Como a cidade é muito pequena e eu moro no Centro, onde há câmeras em vários locais, ele teve essa ideia de botar essa capa para esconder o rosto", conjectura.

Situação inusitada

Apesar da indignação pela falta de um pneu reserva, Marcílio Rodrigues não deixou de achar graça da situação — o que não ocorreu só com ele.

"Quando eu mostrei para o policial até ele caiu na risada. Nunca vi nada parecido, um crime cometido por um ladrão fantasma. Eu gostaria que essa pessoa tivesse essa mesma criatividade para trabalhar ou para ajudar ao próximo", afirmou.

O vídeo que mostra o "ladrão fantasma" está sendo compartilhado por residentes da cidade mineira, com cerca de 24 mil habitantes, nas redes sociais. O comerciante registrou um Boletim de Ocorrência (BO) sobre o caso, e a Polícia Civil do estado deve investigar o furto.

Quero receber conteúdos exclusivos sobre o Brasil