Devendo R$ 3 mi em pensão alimentícia para o filho, goleiro Bruno compra carro de R$ 80 mil

O assassino de Eliza Samudio deve R$ 3 milhões em pensão alimentícia para o filho

Goleiro Bruno segurando uma bola em campo
Legenda: Em 2020, Bruno defendeu o Rio Branco-AC em 18 partidas e marcou um gol
Foto: Divulgação/Instagram

O assassino de Eliza Samudio, o goleiro Bruno Fernandes, deve R$ 3 milhões em pensão alimentícia ao filho que teve com a modelo, mas sequer foi citado pela Justiça, segundo a avó da criança, Sônia Moura. Enquanto a tutora enfrenta dificuldades financeiras para manter os estudos do garoto, o goleiro comprou um carro avaliado em R$ 80 mil, segundo o jornal Extra

Bruno foi condenado a mais de 20 anos de prisão pelo sequestro, assassinato e ocultação de cadáver da ex-namorada. Os crimes ocorreram em 2010. Atualmente, ele cumpre sua pena no regime aberto, em Cabo Frio, no Rio de Janeiro.

Recentemente, o assassino comprou um carro Kia Sorento 2013. A revendedora de veículos publicou uma foto com Bruno ao lado do carro, mas apagou em seguida. 

Sônia, mãe da vítima e tutora de Bruninho Samudio, relatou dificuldades para custear os estudos do neto. O garoto tem bolsa integral em uma das melhores escolas particulares de Campo Grande, no Mato Grosso do Sul, mas os materiais escolares e demais despesas ficam por conta da avó. 

 "Até hoje não sei como não o encontram. Ele está jogando num time amador, tem endereço fixo, e todo mês tem que se apresentar em juízo. Como pode?", indagou, em entrevista ao Extra.

Diante das dificuldades, amigos realizaram uma vaquinha para a avó conseguir comprar os materiais escolares do início do semestre. 

"Chega essa época e tenho que comprar os livros didáticos, material para ele, uniforme... É um gasto de quase R$ 2 mil reais", listou. 
Quero receber conteúdos exclusivos sobre o Brasil