UE vai propor ao Reino Unido um acordo comercial ambicioso

As duas partes têm até o fim de 2020 para definir sua futura relação comercial, diplomática e de segurança, período durante o qual o Reino Unido seguirá respeitando as regras europeias, mas sem pertencer ao bloco

Legenda: O anúncio foi feito pelo negociador da União Europeia, Michel Barnier
Foto: AFP

A União Europeia (UE) proporá ao Reino Unido um "acordo comercial muito ambicioso", segundo anunciou nesta segunda-feira (3) o negociador europeu Michel Barnier, ao apresentar seus planos para a futura relação pós-Brexit.

"Estamos dispostos a oferecer um acordo comercial muito ambicioso como pilar central desta associação, que inclui tarifa zero", afirmou Barnier, três dias após a saída dos britânicos do bloco.

As duas partes têm até o fim de 2020 para definir sua futura relação comercial, diplomática e de segurança, período durante o qual o Reino Unido seguirá respeitando as regras europeias, mas sem pertencer ao bloco.

A pesca e evitar a concorrência desleal são os principais obstáculos da negociação, que deve começar depois que os 27 países do bloco aprovarem o mandato de negociação apresentado nesta segunda-feira em uma reunião prevista para o fim do mês.

Na declaração política sobre a futura relação estabelecida entre Londres e Bruxelas antes do Brexit, as partes se comprometeram a alcançar um acordo sobre o acesso dos pesqueiros europeus às águas do Reino Unido até 1 de julho.

"Este acordo deve prever um acesso recíproco contínuo aos mercados e às águas com cotas estáveis", disse Barnier, que fez uma advertência contra "vantagens competitivas injustas" do Reino Unido nas áreas fiscal, trabalhista e ambiental.

Os 27 querem evitar que o Reino Unido se transforme em uma nova Singapura e prejudique o mercado europeu. Barnier deseja um "mecanismo" para manter os "altos parâmetros" das normas europeias nestas áreas.

Quero receber conteúdos exclusivos sobre o mundo