Reino Unido detecta outra variante do coronavírus ainda mais transmissível

No domingo (20), uma nova cepa já havia sido divulgada

Legenda: Secretário de Saúde britânico, Matt Hancock
Foto: Jessica Taylor/AFP

O Reino Unido identificou mais uma variante do coronavírus disse, nesta quarta-feira (23), o secretário de Saúde britânico, Matt Hancock. Pessoas que foram da África do Sul para a Inglaterra - ou que tiveram contato com elas - estavam infectadas com essa variante do vírus.

Essa não é a cepa do vírus 70% mais transmissível que a original e que já havia sido identificada.

Na semana passada, o departamento de Saúde da África do Sul afirmou que descobriu uma mutação genética do coronavírus. Segundo os sul-africanos, essa variante do vírus pode ter sido responsável por uma alta no número de infectados no país.

“Graças à capacidade de estudar genoma na África do Sul, nós detectados dois casos de uma outra nova variante do coronavírus no Reino Unido”, disse Hancock. 

Os pacientes estão em quarentena, assim como as pessoas que entraram em contato com eles. De acordo com Hancock, o Reino Unido vai restringir a entrada de pessoas que partem da África do Sul.

Itália, Holanda e Bélgica decidiram proibir voos procedentes do Reino Unido no domingo (20), em uma tentativa de garantir que uma outra cepa de coronavírus - detectada antes dessa proveniente da África do Sul - que estava se alastrando no Sul da Inglaterra.

Quero receber conteúdos exclusivos sobre o mundo