Grávida recusa vacina da covid-19 e morre duas semanas após o parto

A enfermeira Davy Macias temia tomar a vacina durante a gravidez. O marido, Daniel, também foi infectado e está internado

Legenda: Daniel está em estado crítico e ainda não sabe sobre o falecimento da esposa
Foto: Reprodução/Instagram

A enfermeira norte-americana Davy Macias, de 37 anos, contraiu o coronavírus e morreu duas semanas após dar à luz o filho mais novo. Ela havia se recusado a tomar a vacina durante a gravidez.

De acordo com uma publicação do portal Metro, do Reino Unido, a família de Davy relatou que enfermeira temia tomar a vacina durante a gravidez. A enfermeira trabalhou em um hospital na Califórnia até o sétimo mês de gestação.

Davy era mãe de mais quatro filhos, que também foram infectados. O marido da Davy, Daniel, também contraiu a doença e precisou ser internado.

Os filhos de Davy se recuperaram, mas Daniel está em estado crítico e ainda não sabe sobre o falecimento da esposa. A família está divulgando a história para convencer outras pessoas a se vacinarem.

Quero receber conteúdos exclusivos sobre o mundo