Lua Rosa ocorre nesta segunda-feira (26); saiba como ver

Fenômeno astronômico pode ser visto a olho nu

superlua rosa em fortaleza
Legenda: Superlua rosa no céu de Fortaleza na noite desta segunda (26)
Foto: Thiago Gadelha

A primeira Superlua de 2021 pode ser vista já durante esta segunda-feira (26) no Brasil e em todo o mundo. O fenômeno, também conhecido como Superlua Rosa, ocorre quando o satélite está em fase de Lua Cheia e a uma distância menor da Terra, conforme o Observatório Astronômico de Lisboa. 

superlua
Legenda: Primeiros momentos da superlua no horizonte de Fortaleza atraíram curiosos
Foto: Thiago Gadelha

Melhor horário

Para o professor de astronomia Ednardo Rodrigues, da Seara da Ciência da Universidade Federal do Ceará (UFC), o melhor horário para observação será às 19h desta segunda. "No momento que a lua estiver nascendo, vai chamar muita atenção. Ela vai estar muito brilhante", explica, acrescentando que o fenômeno vai se repetir nesta terça (27). 

O profissional acrescenta que é um evento interessante de se observar.

"Vai dar uma impressão que ela está bem maior. O quanto que ela estará maior é muito pouco, mas ela vai nascer muito bonita e, com certeza, vai ser um fenômeno admirável".

Apesar de ser conhecida como Superlua Rosa, o professor diz que ela pode ter "tom de laranja".

Um bom momento para observar o fenômeno será durante o amanhecer, conforme o Climatempo. Os interessados em observar o satélite podem aproveitar quando o sol estiver nascendo, momento em que a lua irá se pôr no horizonte, em sua fase mais próxima da terra.

Como observar o fenômeno

superlua rosa
Legenda: Superlua é vista na noite desta segunda-feira (26) em Fortaleza
Foto: Thiago Gadelha

A Superlua poderá ser observada a olho nu em todo o território brasileiro. O céu durante a noite pode ser melhor observado em regiões afastadas da cidade, longe da poluição e da luz. Portanto, as áreas localizadas em zonas rurais poderão ver melhor o brilho do fenômeno.

A observação também será possível nas grandes cidades, porém a intensidade da luz do satélite será um pouco ofuscada

Outro obstáculo que pode impedir a visão plena do fenômeno é a quantidade de nuvens no céu — uma boa dica é que os interessados façam checagem da previsão do tempo da cidade em que estão durante o horário do fenômeno. 

Locais onde a posição da Lua esteja o máximo possível ao horizonte são ideais, pois a posição que faz com que o satélite pareça ainda maior. Quando ele estiver mais alto no céu, continuará igualmente ou até mais brilhante, mas parecerá menor.

Influência no mar

O professor de física e astronomia da Universidade de Sussex, Dr. Darren Baskill, explicou, à revista Science Focus, que dois terços das marés são influenciadas pela gravidade da lua, e um terço do sol. Então quando há lua cheia ou nova as marés ficam altas. 

“Como a Superlua estará mais perto da Terra do que uma Lua cheia normal, ela terá uma força de maré maior — mas isso só mudará a maré em alguns centímetros", afirmou.

A Superlua Rosa, contudo, não terá a cor mudada. "Assim como qualquer lua cheia, [a Superlua] pode parecer levemente rosada ao cruzar o horizonte", ressalta o professor, indicando que podem haver ligeiras mudanças de cor dependendo de onde o satélite aparece no céu.

Superlua em outras datas

Ainda de acordo com a publicação científica, a próxima Superlua, chamada "Lua de Sangue", poderá ser observada no dia 26 de maio no Reino Unido.

No Ceará, a última Superlua ocorreu em fevereiro do ano passado. Já a última Lua de Sangue pôde ser observada em janeiro de 2019. Em 2018, o fenômeno ocorreu de forma diferente, combinado com outros dois fenômenos astronômicos.