Como acabar com a celulite? Especialistas listam 3 cuidados essenciais

Mudanças na alimentação, ingestão de água e pática de atividade física são os hábitos recomendados pelos profissionais

Pernas com celulite
Legenda: Médica explica que a celulite pode ser classificada em quatro graus
Foto: Shutterstock

A celulite foi e é assunto bastante popular no país. A patologia está presente em boa parte das mulheres e muitas vezes causa incômodos estéticos e de autoestima já que ela pode deixar a pele com aspecto ondulado e granuloso, parecendo uma “casca de laranja”. Para combatê-la, especialistas recomendam, de forma geral, boa hidratação, dieta balanceada e prática de atividade física

A médica dermatologista Hercilia Queiroz explica que a celulite se caracteriza por depósitos de gordura que acometem mais de 90% das mulheres. Esse acúmulo de gordura sob a pele a pressiona e prejudica a circulação sanguínea assim como a oxigenação das células. A patologia está mais presente nas mulheres, segundo a profissional, devido aos hormônios estrogênio e progesterona.  

“A causa da celulite se deve ao acúmulo das células gordurosas, denominadas adipócitos. Junto a elas existe uma alteração na microvascularização, na microvasculatura local e também no tecido conjuntivo, que é toda a região ao redor dos vasos e da gordura que envolve o tecido gorduroso. Essas alterações a gente denomina que são septos ou fibroses e isso vai caracterizar o aspecto clínico dependendo do grau da celulite”, detalha. 

Para reduzir as celulites, a médica aconselha uma boa hidratação, aliado a uma prática regular de atividade física a e uma dieta em que se reduza o consumo de alimentos com alto índice glicêmico ou ultraprocessados e os ricos em gorduras. “Todas essas mudanças no estilo de vida vão auxiliar no tratamento e também na prevenção de outras áreas acometidas pela celulite”. 

Existem também opções de tratamento como drenagens linfáticas, aplicação de enzimas e uso de radiofrequência e ultrassons, por exemplo. Porém, a médica indica essas opções aliadas às mudanças no estilo de vida. "Opções disponíveis hoje de tratamento se somam a um resultado atrelado à dieta, prática regular de atividade física e de acordo com a classificação da celulite", afirma.

O que comer para diminuir a celulite

Gabriele Henriques, nutricionista, pós-graduada em nutrição esportiva e estética e em nutrição clínica integrativa, afirma que para acabar com a celulite é indicado o consumo de alimentos ricos em fibras, os anti-inflamatórios e também os oxidantes. Ela aconselha também oferta de proteína fracionada ao longo do dia para favorecer o ganho de massa muscular.  

“Normalmente no tratamento da celulite é interessante utilizar aí uma dieta hiperproteíca, ou seja, com uma quantidade um pouco maior de proteína que vai estar favorecendo essa melhora do aspecto da pele e esse aumento de massa muscular quando aliada com a prática de exercício físico. Além de uma dieta rica em alimentos antioxidante e anti-inflamatórios”.  
Gabriele Henriques
Nutricionista

Exemplos de alimentos com compostos antioxidantes e anti-inflamatórios são: frutas vermelhas, cacau, oleaginosas, sementes, por exemplo, semente de abóbora e chia, abacate, chá verde, a cúrcuma, pimenta e alho.  

A nutricionista acrescenta que o ômega 3 é um suplemento que pode ser utilizado, pois tem uma potente ação antioxidante e anti-inflamatória que vai ajudar a melhorar a microcirculação sanguínea. Os chás também são bem-vindos, porque auxiliam na excreção de líquido e ajudam a melhorar a retenção de líquido.  

Alimentos causam celulite? 

Não existe, segundo Gabriele, um alimento específico que por si só cause celulite. A profissional afirma que a patologia é formada pelo excesso de ingestão calórica que proporciona o aumento de gordura corporal, que se deposita em determinadas áreas do corpo. 

Nesse contexto, alimentos ricos em açúcares, refrigerantes, doces, ultraprocessados e embutidos vão gerar uma propensão para que o indivíduo tenha celulite.  

A nutricionista conta ainda que dizer que água com gás ou o gás do refrigerante causam celulite é um dos maiores mitos que ela já viu. “O que causa a celulite é realmente a ingestão calórica maior do que o gasto energético diário, que causa esse aumento da gordura corporal e a propensão de gordura localizadas em locais do corpo, proporcionando esse aumento da celulite”. 

Graus de celulite  

A dermatologista Hercilia Queiroz afirma que a celulite pode ser classificada em quatro graus. Veja abaixo o que a médica comenta sobre as classificações:   

  • Grau 1: são pacientes que apresentam furinhos somente quando há pressão da pele em repouso;  
  • Grau 2: pequenas ondulações ou os furinhos são percebidos a olho nu;
  • Grau 3: você tem nódulos associados a ondulação e aos furinhos. Eles acontecem devido à presença da fibrose ao redor da celulite e do acúmulo de gordura. 
  • Grau 4: é mais comum em pacientes mais velhas ou que já tenham patologias endócrinas associadas. Você já tem muita retenção hídrica, muita retenção de volume e essas pacientes apresentam aquele aspecto bem acolchoado da pele.