Brasil reage no dia 4 e tem melhor início em Olimpíadas

Com cinco medalhas, País tem melhor desempenho já registrado por enquanto

Italo Ferreira ao lado dos outros medalhistas do surfe
Legenda: Italo Ferreira ao lado dos outros medalhistas do surfe
Foto: AFP

Após um terceiro dia com algumas decepções e alegrias, o quarto dia dos Jogos de Tóquio para o Brasil foi definitivamente positivo com várias conquistas, entre as principais o ouro de Ítalo Ferreira e o bronze de Fernando Scheffer. Com as premiações, o Brasil chegou à quinta medalha em quatro dias de competição, perfazendo melhor desempenho na história até o momento.

>Veja o quadro de medalhas de Tóquio 2020 (dia 4)

O vôlei feminino teve alguma dificuldade, mas superou as dominicanas. Assim como o handebol, futebol feminino e vela tiveram bons desempenhos. O País também conquistou a primeira vitória na história do badminton, com Ygor Coelho. 

No tênis de mesa também já tem a melhor campanha da história, com Hugo Calderano chegando às quartas de final da categoria individual masculino.

Ponto de atenção

O vôlei de praia ligou um sinal de alerta após ter as suas principais duplas derrotadas ainda na fase de grupos. Alison/Álvaro e Agatha/Duda tiveram derrotas surpreendentes para equipes americanas e chinesas respectivamente. Coube a Bruno/Evandro a única vitória no dia, contra uma fraca dupla marroquina. Mas ainda há campeonato, e os times brasileiros podem ser recuperar.

Veja alguns palpites de atletas cotados:

A aposta da coluna é que, com alguns dos nomes cotados abaixo, o Brasil feche os Jogos de Tóquio com 5 ouros, 6 pratas e 9 bronzes, ficando abaixo da campanha dos Jogos do Rio, mas batendo o recorde de número absoluto de medalhas, com 20 no total.

Ouro 🥇 (palpite: 5)

  • Beatriz Ferreira (boxe)
  • Vôlei masculino
  • Isaquias Queiroz (canoagem)
  • Surfe masculino (Ítalo ou Medina) 
  • Martine Grael/Kahena Kunze (vela)
  • Futebol masculino 
  • Pâmela Rosa (skate) ❌

Prata 🥈 (palpite: 6)

Rebeca Andrade se apresentando
Legenda: Rebeca Andrade se apresentou no solo ao som do funk "Baile de Favela"
Foto: Agência Brasil

  • Ana Marcela Cunha (maratona aquática)
  • Ágatha e Duda (vôlei de praia)
  • Bruno Fratus (natação)
  • Rebeca Andrade (ginástica artística)
  • Alison/Álvaro (vôlei de praia)
  • Alison dos Santos (400m com barreiras)
  • Rayssa Leal (skate) ✅
  • Arthur Nory (ginástica) - ❌

Bronze 🥉 (palpite: 9)

Legenda: Thiago Braz, atleta do salto com vara, conquistou o ouro olímpico no Rio de Janeiro, em 2016
Foto: Wagner Carmo/CBAt

  • Arthur Zanetti (argolas)
  • Isaquias Queiroz e Jacki Godmann (canoagem)
  • Pedro Barros (Skate park)
  • Ana Patrícia e Rebeca (vôlei de praia)
  • Vôlei feminino
  • Thiago Braz (salto com vara)
  • Daniel Cargnin (judô) - bronze ✅
  • Bruno/Evandro (vôlei de praia)
  • Mayra Aguiar (judô)
  • Surfe masculino (Ítalo ou Medina) ❌
  • Kelvin Hoefler (skate street) - 👆 🥈 ✅
  • Futebol feminino
  • Letícia Bufoni (skate street) - ❌
  • Nathalie Moellhausen (esgrima) - ❌
  • Milena Titoneli (taekwondo) - ❌
  • Tatiana Weston-Webb (surfe) - ❌
  • Ícaro Miguel (taekwondo) - ❌

Não cotados (surpresas)

  • Fernando Scheffer (natação) 🥉 ✅