Vice-presidente do Brasil, Mourão dispara contra Tite: "sai, pede o boné"

Político ainda 'recomendou' treinador a procurar o Cuiabá

Vice-presidente do Brasil, Hamilton Mourão
Legenda: Hamilton Mourão criticou Tite pelo movimento de jogadores contra a CBF
Foto: Marcos Correa/PR

O vice-presidente do Brasil, Hamilton Mourão, disparou contra os jogadores da Seleção Brasileira e o treinador Tite em virtude da crise entre os profissionais e a cúpula da CBF.

Apesar de não citar o nome do treinador, o político falou aos jornalistas, na chegada ao Palácio do Planalto, na manhã desta segunda-feira (7), sobre o momento da equipe brasileira.

"Não vou entrar nessa discussão. Eu acho que faz parte dessa disfuncionalidade que nós estamos vivendo. Eu sou do tempo que jogador de futebol, quando era convocado para seleção brasileira, era considerado uma honra".
Hamilton Mourão
Vice-presidente do Brasil

Sobre Tite, o vice-presidente da República disparou e ainda fez brincadeira com relação ao Cuiabá, equipe que está na zona de rebaixamento da Série A e que demitiu o técnico Alberto Valentim de forma polêmica.

"O técnico, ele não quer mais, não quer, o Cuiabá está precisando de um técnico, aí, não está? Então, leva
lá, sai, pede o boné. Acho que isso é uma discussão, neste momento, totalmente disfuncional", acrescentou
o vice-presidente em entrevista ao G1.

Alvo de fakenews

As redes sociais bolsonaristas dispararam contra Tite, com uso de fakenews. Tudo por conta da insatisfação dos atletas e da comissão técnica pela realização da Copa América no País, competição aceita por Bolsonaro após a Conmebol ter as portas fechadas na Colômbia e na Argentina.

O treinador disse que só vai se manifestar sobre o Brasil sediar a Copa América depois do jogo contra o Paraguai, amanhã, pelas Eliminatórias Sul-Americanas da Copa do Mundo de 2022.

Quero receber conteúdos exclusivos de esporte